Vanessa Lins
Vanessa LinsFoto: Felipe Ribeiro

Recém-criado, o Observatório da Gastronomia do museu Cais do Sertão, núcleo de discussão sobre hábitos e costumes da alimentação em Pernambuco, anunciou sua primeira ação pública em parceria com a Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) para este semestre. Sob a coordenação dos curadores Giberto Freyre Neto, gestor do Cais, pelo antropólogo Raul Lody, pela pesquisadora Ana Cláudia Frazão e pelo chef de cozinha Claudemir Barros, vai lançar o Selo da Comida Patrimonial de Pernambuco, com o intuito de divulgar e catalogar estabelecimentos que perpetuam a identidade regional através da culinária.

O grupo optou por seguir a metodologia do guia gastronômico francês Michelin, o mais respeitado do mundo, classificando estabelecimentos que estão há mais de 20 anos em atividade e que disponham de cardápio nordestino e façam uso de produtos locais. Além de avaliar características peculiares que legitimem a regionalidade, como estética dos pratos e preservação do modo de preparo tradicional, visando celebrar e preservar esses costumes. “O selo vai sinalizar publicamente locais da nossa gastronomia que valorizam a culinária pernambucana. O Observatório da Gastronomia abraça essa causa como parte da formação cultural do povo”, reforça Raul Lody.

Comer pra quê?
A alimentação também é motivo de debate do “Comer pra quê?”, que chega ao Recife no dia 30 de maio, no Sesc Casa Amarela. A ação do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) pretende reunir jovens em torno de discussões sobre comida saudável e sustentável e transformar a promoção da boa alimentação em ação política. ​O lançamento na Capital pernambucana busca criar​ espaço de diálogos sobre as práticas alimentares do dia a dia e temas atuais, tais ​como ​desperdício, desigualdade, injustiça socioambiental, a importância de cozinhar seu alimento e os significados do ato de comer. Mais informações no site do projeto: www.comerpraque.com.br.

Mais discussões
Vai rolar também, na Casa da Indústria, em Santo Amaro, o Seminário de Integração da Cadeia de Alimentos e Bebidas no dia 30 de maio. O evento vai reunir bares, restaurantes, padarias, indústrias, produtores rurais, distribuidores, fornecedores, revendedores e demais empresas do segmento em exposições, degustação e palestras. Será às 16h30. Entrada franca.

Os melhores do ano
Já se pode votar na premiação “Melhores do Ano”, promovida pela revista Prazeres da Mesa que, este ano, tem alguns representantes pernambucanos de alto calibre. André Saburó concorre como melhor sushiman e melhor restaurante do Nordeste, e do Wiella Bistrô. O Ponte Nova concorre como melhor sobremesa e Lidiane Santos disputa a categoria de melhor barista do País.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: