Bê-a-bá Gourmet

Vanessa Lins

ver colunas anteriores
Mais barato e mais eficiente: delivery no conceito dark kitchen
Mais barato e mais eficiente: delivery no conceito dark kitchenFoto: Freepik/Divulgação

O termo dark kitchen, literalmente cozinha fantasma, vem ganhando espaço no setor de food service. O conceito inicial já é velho conhecido, mas que vive uma curva de crescimento impressionante - o delivery -, com algumas características atualizadas. A começar pelo layout do negócio: não tem estrutura física com salão, ou seja, muito distante do que seria um restaurante em formato clássico. As dark kitchens surgem como cozinhas de produção com foco no serviço de entrega ou retirada no balcão.

O negócio vem expandindo por alguns motivos. O consumidor está, cada dia mais, substituindo a cozinha doméstica pelo delivery. Do ponto de vista do empreendedor, a operação custa muito menos para implantar e manter do que um estabelecimento ‘completo’.

Com o plus de poder dividir o espaço com outras operações de comida e ter maior eficiência na cadeia do delivery. A redução de custos se dá ainda com os pontos com aluguéis mais baratos em bairros sem tradição gastronômica.

O Hub Food, do empresário Bruno Machado, acaba de abrir no Rosarinho com seis marcas gastronômicas 100% dark kitchen. Já funcionam Forneria Pizza, Tempero de Casa, La Villa Parmê, Açaí da Vila, Tapa Burger e Green Salad e Grill, dispondo de 35 lugares para espera ou consumo rápido. Funciona de domingo a domingo, das 11h às 23h, atendendo bairros da Zona Norte do Recife e região central, pelo aplicativo Rappi, por telefone e Whatsapp.

“Para o cliente, fatores como segurança, comodidade de ter várias operações num só lugar e otimização de tempo são grandes vantagens. Nossa ideia é ampliar também para o café da manhã até março, e chegar à Zona Sul no final do ano”, comenta Machado. O Hub Food fica na rua Doutor José Maria, 763, Rosarinho. Whatsapp - 98122.4242 e telefone - 4042.0073.

ORGÂNICO 1
Pesquisa recente da Organis, Associação de Promoção dos Orgânicos, constatou que a região Nordeste é a segunda do Brasil no consumo de produtos orgânicos - registra 20% dos consumidores desse segmento. Mais de mil pessoas foram entrevistadas e os hortifrutis se mantêm na liderança no setor (35% - frutas, 24% de verduras, 21% alface, 16% legumes, 15% tomate e 8% de hortaliças).

ORGÂNICO 2
Entre outros dados levantados na amostragem, 75% acham caros os preços dos produtos orgânicos, mas 48% dessas pessoas reconhecem o valor do processo e sua saudabilidade. Desses, 47% acham difícil encontrar orgânicos em sua região, assim como acreditam que a diversidade de opções é limitada (52%).

RECIFE/MELBOURNE 1
No dia 8 de fevereiro, Pedro Godoy recebe Daniel Giraldo, chef executivo do Grupo Delia (Maha, Maha leste, Maha Bar, Biggie smalls e Middle ground), cozinheiro com quem trabalhou no Maha, na Austrália. Os dois irão assinar jantar que vai inaugurar a abertura do Arvo à noite.

RECIFE-MELBOURNE 2
Segundo Godoy, será a primeira vez do colombiano Giraldo no Brasil, uma de suas principais inspirações na carreira. Giraldo tem apenas 28 anos, mas vem consolidando carreira em reputadas casas gastronômicas. Em 2011, desembarcou em Melbourne para ser sous-chef do restaurante do RydgesHotel.

RECIFE-MELBOURNE 3
O jantar da dupla terá dois serviços, é necessário fazer reserva, e seis etapas - couvert, snack, entrada, 2 pratos principais e sobremesa. O menu pode ser com ou sem harmonização de vinho - R$ 130 sem e R$ 220 (uma taça por etapa). Reservas: 99568.3415.

*É editora do caderno Sabores e escreve quinzenalmente neste espaço

veja também

comentários

comece o dia bem informado: