Orquestra Arruando
Orquestra ArruandoFoto: divulgacao

Domingo, 16 de setembro, é dia de cair no frevo! A terceira edição do projeto “Recife do Frevo e do Passo”, em que a Orquestra Arruando se apresenta quinzenalmente, a partir das 15h30, no Marco Zero, celebra o Dia Nacional do Frevo, comemorado dia 14 deste mês – a data também marca a despedida do Maestro Nunes, Mestre-Vivo do Frevo, falecido há dois anos. Em sua homenagem, a Arruando executará algumas de suas composições, como “Cabelo de Fogo”, um hino nas ladeiras de Olinda e nas ruas do Recife Antigo durante o Carnaval. Como valorização da nossa cultura, a Arruando abre a festa para o Mestre Zeca do Rolete, que mostra seu coco de roda. Patrocinada pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, a 1ª temporada do projeto segue até novembro.

O compositor, arranjador e maestro José Nunes de Souza era um dos sete Mestres-Vivo do Frevo. Nascido em 1931, em Vicência, Zona da Mata Norte, começou a carreira musical aos 9 anos e se mudou para o Recife aos 19, quando intensificou a projeção artística. Foi um dos fundadores da Banda da Cidade do Recife. Nos anos 1960, participou do Movimento de Cultura Popular, acompanhado de Francisco Brennand, Ariano Suassuna, Hermilo Borba Filho, Abelardo da Hora. Em 1972, criou a Escola Musical de Frevo. A obra extensa contabiliza cerca de 3 mil frevos. O Maestro Nunes foi o homenageado do Carnaval do Recife em 2007 e recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco, em 2009. Aos 85 anos, faleceu no dia 14 de setembro em 2016, coincidentemente no Dia Nacional do Frevo.

O coco do Mestre Zeca do Rolete fará participação especial no show da Arruando, dentro da proposta de promover os ritmos da cultura pernambucana. Aos 75 anos, José Galdino dos Santos, intitulado Mestre-Vivo pelo Ministério da Cultura, nasceu e cresceu no coco. Seguiu os passos dos familiares e repassou o aprendizado para os filhos e netos. Batalha com entusiasmo para a preservação do coco. “Seguro como uma obrigação de levar o coco de roda como expressão da cultura brasileira”, defende o artista.

Nesta terceira edição do projeto Recife do Frevo e do Passo, além do aulão de frevo, oferecido em todos os shows da Arruando, o Mestre Zeca ensinará passos do coco. Haverá distribuição de cartilhas com as letras das músicas e de 120 sombrinhas para o público presente.

PROJETO – Sob comando do maestro Kidbone e com destaque para o Mestre-Vivo do Frevo Edson Rodrigues no saxofone, a Orquestra revisita em seus shows clássicos de Capiba (“Madeira que Cupim não Rói”, “Oh, Bela”), Nelson Ferreira (“Evocação Nº 1”) e Luiz Bandeira (“Voltei, Recife”, “É de Fazer Chorar”), entre outros, ao mesmo tempo em que transita por músicas da atual safra do ritmo. O repertório também contempla composições inéditas e autorais da Arruando. O projeto ocorre no Marco Zero até o dia 4 de novembro, com shows completos de frevo, com 40 artistas em cena, entre músicos, maestro, passistas e cantores, além de uma equipe de 15 profissionais nos bastidores, como diretor musical, equipe de administrativo e comunicação

Na véspera do show, no sábado (15), os 30 músicos da Orquestra Arruando farão um ensaio aberto no Marco Zero, quando estudantes e profissionais de música podem levar seus instrumentos para tocarem juntos. Também o Grupo Arruando de Passo, formado por dez passistas, comanda ensaio seguido por aulão de frevo. O encontro será das 15h às 18h.


SOBRE A ORQUESTRA – Criada em 2013 com a meta de implementar um projeto permanente de valorização do frevo (música e dança), a Orquestra Arruando conseguiu realizar 32 shows no Marco Zero, numa luta incansável por apoios e patrocínios. A 1ª temporada deste novo projeto se dá através do Governo Federal (Ministério da Cultura / Lei Rouanet), dos patrocínios da Cervejaria Ambev, Eletrobras Furnas e Raça Distribuição, com apoio institucional da Prefeitura do Recife.


Ficha técnica
Direção Artística | Nilo Otaviano.
Direção Executiva | Fernando Estelita e Valéria Correia.
Regência e Arranjos | Melquíades Oliveira (Kidbone).
Saxofones | Edson Rodrigues, Danilo Nascimento, David Pedro, Fábio Andrade, Júnior Souza, Murilo Apolinário e Rodrigo Xavier.
Trompetes | Anderson Vieira, David Barbosa, Jefferson Silveira, Luiz Antônio e Hugo Nascimento.
Trombones | Geony Melo, Thaison Vitor, William Gabriel, Elexsandro Souza e Ilana Marques.
Percussão | Jakkaré, Natalício Sales e Verton Batera.
Baixo Elétrico | Wellington Moraes.
Guitarra | Bené Sena.
Tuba | Alex Santana.
Teclado | Ricardo D’Souza.
Vozes | Nilo Otaviano, Vânia Veríssimo e Louro Castro.
Coro | Maíra Meira, Maju Gomes e Rossônia Kelly.
Coreografia | Émerson Dias.
Passistas | Duda Ramos, Elizeu Araújo, Fernanda Damasceno, Heitor Henrique, Ísa Oliveira, Karina Dias, Madson Lopes e Rayara Suyene.

Agenda de shows – 1ª temporada
Marco Zero, domingos, das 15h30 às 18h.

19 de agosto
2, 16 e 30 de setembro
14 de outubro
4 de novembro
*o show que seria dia 28 de outubro acontecerá em 4 de novembro devido ao 2º turno das eleições

SERVIÇO
Show da Orquestra Arruando
* Com participação do Mestre Zeca do Rolete
Dia 16 de setembro (domingo), das 15h30 às 18h
No Marco Zero – Bairro do Recife
Acesso gratuito

comece o dia bem informado: