Um novo abraço
Um novo abraçoFoto: divulgacao

A relação entre crianças e seus brinquedos pela ótica dos bonecos já foi abordada em contos clássicos, como o Soldadinho de Chumbo e O Quebra-Nozes. Um novo abraço (Cepe Editora), de Henrique Vale com ilustrações de Luísa Vasconcelos, conta a história de Dadinho e Trancinha, bonecos de pano que há anos pertencem ao mesmo dono, mas que durante uma mudança são deixados de lado. O lançamento acontecerá com a presença do autor, dia 21 de outubro, na programação do Domingo dos Pequenos no Museu, às 10h, no Museu do Homem do Nordeste.


“Os bonecos percebem que estão ‘acabados’, mas não se dão por derrotados, nem se deixam levar pela opinião dos brinquedos modernos e iniciam sua busca pela utilidade”, conta o autor. Ao longo da jornada, descobrem que a vida em liberdade é mais difícil do que imaginavam.


Um novo abraço é o quarto livro infantil de Henrique Vale e o segundo lançado pela Cepe (em 2016 o autor publicou Úrsula e o urso polar). Suas histórias sempre misturam o mundo real com o fantástico, exercitando a imaginação dos pequenos leitores. “Acredito que a fantasia é essencial para a literatura infantil; é um elemento de criação literária que tem como finalidade facilitar a comunicação com as crianças, gerar encantamento e é ideal para despertar o interesse pelos livros.” O autor recomenda a leitura da obra de 36 páginas para crianças a partir dos oito anos de idade.


Os protagonistas foram inspirados em uma lembrança da infância de Henrique. Dois bonecos que pertenciam à casa da sua avó e ficavam pendurados na parede, assim como na narrativa. A ilustradora e estudante de design gráfico Luísa Vasconcelos usou o efeito de aquarela para os desenhos do livro. “Busquei destacar nas ilustrações o mais forte em cada acontecimento, seja uma ação ou uma emoção”, revela a artista, que também ilustrou o infantojuvenil Os filhos do deserto combatem na solidão (Cepe Editora). O resultado é envolvente e tão vivaz quanto delicado.


Desde a frustração por serem deixados de lado até a bravura de enfrentar a rua, diversos sentimentos conduzem a história dos bonecos e trazem reflexões sobre amizade, desigualdade, partilha, solidariedade e busca de aceitação. “A aparência não determina quem você é, mas as atitudes” é o discurso defendido pelo escritor ao longo da história, arrematada com o encontro da dupla com um menino em situação de rua que nunca pôde ter brinquedos e se encanta com Dadinho e Trancinha.


SERVIÇO


Lançamento do livro Um novo abraço (Cepe Editora)

Quando: 21 de outubro, às 10h

Onde: Museu do Homem do Nordeste (Av. Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte)

Preço: R$ 25 (livro impresso), R$ 7 (Ebook)

comece o dia bem informado: