Cena de 'Roma', filme da Netflix
Cena de 'Roma', filme da NetflixFoto: Netflix/Divulgação

Disponível no catálogo da Netflix desde o dia 14 de dezembro, "Roma" ganha uma rodada de sessões especiais nos cinemas brasileiros. No Recife, o premiado filme do diretor mexicano Alfonso Cuarón será exibido no Cinema São Luiz, nesta quarta-feira (16), às 20h.

Embora seja inédita na capital pernambucana, a estratégia de apresentar produções selecionadas na tela grande tem sido adotada com cada vez mais frequência pelo serviço de streaming. Enquanto a empresa e algumas de suas concorrentes vêm se consolidando como produtoras de conteúdo cinematográfico, cresce a discussão sobre o sistema de exibições abraçado por elas.

Antes de chegar à plataforma digital, "Roma" foi lançado no Festival de Veneza, em agosto, levando para casa o Leão de Ouro. Sua estreia para os assinantes da Netflix ocorreu simultaneamente às salas de cinema de todo o mundo. As sessões, no entanto, foram restritas. No Brasil, apenas Rio de Janeiro e São Paulo receberam a obra no formato tradicional de exibição.

Leia também:
Meu filme 'fala de gente invisível', diz Cuarón após triunfar em Veneza
Crítica: 'Roma' tem proposta artística incomum à Netflix
Netflix legenda 'Roma' em espanhol 'culto' e enfurece Alfonso Cuarón


Após o drama em preto e branco ganhar dois Globos de Ouro nas categorias melhor filme estrangeiro e melhor diretor, as apresentações foram estendidas para Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Teresina. Outras cidades devem ser divulgadas em breve, de acordo com o comunicado da empresa.

Colocar o longa-metragem em circuito comercial é uma estratégia para manter o filme na disputa pelo Oscar, cuja lista de indicados será anunciada no próximo dia 22. A presença de obras feitas para serviços de streaming na competição vem sendo criticada por vários nomes da indústria cinematográfica, incluindo o cineasta Steven Spielberg.

Já o Festival de Cannes, na França, decidiu abolir os filmes que não estrearam no cinema da sua 71ª edição, realizada em maio. Na Itália, o governo resolver impor, por meio de um decreto, um prazo entre o lançamento de uma produção nos cinemas e sua distribuição nos serviços de VOD (vídeos sob demanda).



Para o programador do Cinema São Luiz, Geraldo Pinho, estrear primeiro na tela grande não deveria ser uma exigência. "Não vejo nenhum problema na exibição simultânea, contanto que o período em cartaz fosse estendido. Mas não vejo uma competição, já que o que nós vendemos é cinema. A experiência é completamente diferente de ver na TV", opina.

Geraldo destaca ainda que a sala de cinema é um ambiente propicio para apenas uma parcela do conteúdo produzido pelos serviços de streaming. "Um filme como 'Roma' foi feito para o cinema, mas nem todos os títulos dos catálogos têm o mesmo perfil", afirma o programador, que foi contatado para a apresentação do longa de Cuarón pela distribuidora Vitrine Filmes.

Na opinião do cineasta pernambucano Marcelo Lordello, além de "Roma", outros títulos da Netflix, como "A balada de Buster Scruggs" (dos irmãos Coen), têm impacto muito maior quando vistos na telona. "Quando assisto a filmes como esse na TV, fico com a sensação de que foi uma sessão em potencial. Parece que poderia ter sido melhor", diz. Por outro lado, o diretor analisa de forma positiva o crescimento das empresas de VOD para a cadeia produtiva cinematográfica. "Para quem é produtor independente, como eu, é outro caminho, com menos intermediadores", avalia.

Serviço:
Exibição de "Roma"
Nesta quarta-feira (16), às 20h
No Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175, Boa Vista)
R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)
Ingressos à venda apenas no site Eventbrite

Cena de 'Roma', filme da Netflix
Cena de 'Roma', filme da NetflixFoto: Netflix/Divulgação
'Roma' está entre filmes favoritos em premiações e levou, recentemente, dois Globos de Ouro, de melhor direção e longa estrangeiro
'Roma' está entre filmes favoritos em premiações e levou, recentemente, dois Globos de Ouro, de melhor direção e longa estrangeiroFoto: Divulgação
O diretor mexicano Alfonso Cuarón foi vencedor no Globo de Ouro com 'Roma'
O diretor mexicano Alfonso Cuarón foi vencedor no Globo de Ouro com 'Roma'Foto: Divulgação

veja também

comentários

comece o dia bem informado: