Filme mostra a vingança de pessoas simples que tiveram seu dinheiro roubado
Filme mostra a vingança de pessoas simples que tiveram seu dinheiro roubadoFoto: Divulgação

Um exército de Brancaleone, reunindo um punhado de fracassados - entre eles, um ex-jogador de futebol cuja fama se esgotou até mesmo em sua cidade natal, Alsina; um borracheiro com formação anarquista; um jovem sem rumo e oprimido pela mãe; e um ex-soldado meio louco que mora com a família à beira de um lago e é frequentemente retirado do local pela prefeitura, por conta das inundações. Todos sofrem as consequências da crise que assola a Argentina, no início dos anos 2000, e se reúnem para formar uma cooperativa e comprar uma propriedade desativada, a fim de criar novos empregos para a população local.


Leia também:
Estreia no Brasil a comédia dramática 'A Odisseia dos tontos'
Ricardo Darín volta à comédia e entra no Tinder em novo filme
San Sebastián concede prêmio a Ricardo Darín pelo conjunto da obra


Eles são os bobos de que fala "A odisseia dos tontos" (La odisea de los giles), dirigido por Sebastián Borensztein e estrelado pelo premiado ator Ricardo Darín. O termo "giles" na gíria portenha quer dizer "lento", sendo considerado um sinônimo para "perdedor" - tanto que o título do filme, em inglês, é "Heroic Losers". Trabalhadores decentes, acostumados a sofrer os reveses da vida, eles se indignam após perder todo o dinheiro duramente arrecadado para a realização de seu projeto. Isso acontece após o estabelecimento do "corralito" (congelamento de contas-corrente e poupanças feito em 2001 pelo presidente Fernando De La Rúa, similar ao promovido pelo governo brasileiro em 1990, na gestão de Fernando Collor).
Porém, eles descobrem que na verdade foram lesados pelo gerente do banco local, Fortunato Manzi (Andrés Parra), e por um advogado inescrupuloso, Alvarado (Luciano Cazaux). Os dois sabiam previamente que a ação ia acontecer e desviaram milhares de dólares para um cofre secreto em sua propriedade. Inspirados em velhos filmes de Hollywood, o grupo resolve fazer justiça e tentar recuperar o que lhes foi tirado, através de um plano mirabolante.

Ricardo e Chino Darín interpretam pai e filho em 'A odisseia dos tontos'

Ricardo e Chino Darín interpretam pai e filho em 'A odisseia dos tontos' - Crédito: Divulgação

Baseado no livro "La noche de la Usina", de Eduardo Sacheri, que também co-escreveu o roteiro, o filme mescla ação, drama e comédia, e agrada e faz refletir principalmente a quem, como nós brasileiros, partilha dessa realidade de crise econômica, corrupção e esperança. Além de trazer Ricardo Darín, um dos atores argentinos mais conhecidos e queridos no Brasil, "A odisseia dos tontos" tem como plus a presença de Chino Darín. Os dois interpretam Fermín e Rodrigo Perlassi, tornando-se pai e filho também na ficção. 

Com fotografia, cenografia e trilha sonora bem interessantes, remetendo ao fim dos anos 1990, o filme arranca risadas e emociona aos tontos da plateia - nós, o povo, sempre sujeitos ao desmandos das autoridades, mas com uma capacidade assombrosa de se reinventar.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: