Rick, 'The Walking Dead'
Rick, 'The Walking Dead'Foto: Divulgação

O final da série pós-apocalíptica "The Walking Dead" foi adiado até segunda ordem não por causa do vírus que na ficção transformou muitas pessoas em zumbis, mas pelo coronavírus que na vida real mantém o mundo em quarentena.

Os produtores revelaram que não conseguiram terminar o último capítulo por causa do vírus, que forçou 50% dos Estados Unidos a permanecer em casa para evitar sua propagação.

"Os acontecimentos atuais tornaram impossível completar a pós-produção do final da décima temporada de 'The Walking Dead', pelo que a temporada atual terminará no episódio 15, em 5 de abril" nos Estados Unidos, informou a rede AMC no Twitter.

Leia também:
'Mulher-Maravilha 1984' é adiado para agosto por causa do coronavírus
Britney Spears pede distribuição de renda e convoca greve em meio à pandemia de coronavírus



"O final planejado será um episódio especial (a ser exibido) mais adiante no ano", acrescentou.

"The Walking Dead", baseado em uma HQ ambientada em um mundo pós-apocalíptico, mostra um grupo de sobreviventes de um vírus que transformou boa parte da população em zumbis.

É um dos programas de maior sucesso da história da TV americana e bateu vários recordes de audiência.

Sem data definitiva para o episódio final, muitos fãs expressaram frustração e também destacaram a ironia do momento gerado pela pandemia do novo coronavírus.

O programa "está se tornando um documentário, em vista da situação atual do planeta", manifestou-se um fã nas redes sociais.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: