Brad Pitt
Brad PittFoto: Reprodução/Instagram

Shilloh, 13, primeira filha biológica de Brad Pitt, 56, e Angelina Jolie, 44, pediu para ficar com o pai durante o confinamento para evitar a propagação do coronavírus. A razão seria que a menina se sente protegida ao lado do ator e, assim como seus irmãos, ama o comportamento tranquilo dele.

"No momento, eles acham que o pai é uma influência realmente calmante. Pitt se sente mais do que feliz em ter seus filhos a qualquer momento, mas é claro que essa será uma decisão de Jolie ", disse uma fonte ao tabloide Star.

A fonte disse ainda que Shiloh vê a casa do pai como um refúgio quando "os tempos ficam dificeis" na casa da mãe. A fonte afirmou que os filhos do casal de atores se divertem mais com o galã, mesmo que ele os faça estudar em casa e cobre que o ajudem nas tarefas domésticas. Ele se junta a eles em tudo, o que torna as atividades divertidas.

Leia também:
Dua Lipa faz trilha para fim do tédio em tempos de quarentena 
Bob Dylan lança música inédita de 17 minutos
Rihanna lança 'Believe It' de surpresa

"É claro que eles amam e respeitam a mãe, mas agora se sentem muito mais confortáveis no ambiente descontraído da casa do pai", acrescentou o informante. Além disso, Maddox, 18, que estuda na Coreia do Sul, voltou aos EUA devido a pandemia após ter o semestre cancelado na universidade. De acordo com o Mirror, o jovem está com sua mãe e irmãos Pax, 16, Zahara, 15, os gêmeos Knox e Vivienne, 11 e Shiloh.

Em entrevista à revista Harper's Bazaar, no último mês de novembro, Jolie, afirmou que gostaria de morar fora dos Estados Unidos, mas não o faz por dividir a custódia dos filhos com Pitt. "Eu adoraria morar no exterior e o farei assim que meu filhos tiverem 18 anos. No momento, tenho que ficar onde o pai deles escolhe residir".

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

veja também

comentários

comece o dia bem informado: