A exposiçao "Liubliana de Plecnik" mostra a vida e obra de Joze Plecnik, considerado pelo governo esloveno, o maior arquiteto daquele país
A exposiçao "Liubliana de Plecnik" mostra a vida e obra de Joze Plecnik, considerado pelo governo esloveno, o maior arquiteto daquele paísFoto: Divulgação

O Museu do Estado de Pernambuco, localizado no bairro das Graças, área Central do Recife, recebe, a partir desta terça-feira (21), duas exposições vindas da Eslovênia.
As exposições “Liubliana de Plecnik” e “Patrimônio Cultural Imaterial da Eslovênia no Âmbito da Convenção da Unesco”, promovidas pelo Consulado da Eslovênia em Pernambuco, apresentam a arquitetura, os costumes e as tradições do país, e estarão abertas ao público até o dia 9 de junho.

Segundo o Cônsul da República da Eslovênia em Pernambuco, Rainer Michael, a exposição "Liubliana de Plecnik" mostra a vida e a obra de Joze Plecnik, considerado, pelo governo esloveno, o maior arquiteto daquele país.

Joze Plecnik viveu entre os anos de 1872 e 1957 e desenhou grandes edifícios em Liubliana, capital eslovena, durante a primeira metade do século XX. “Diante da importância do artista, o Ministério da Cultura da Eslovênia lançou no próprio país uma exposição que conta com 20 painéis em português e inglês que apresentam as principais obras do arquiteto”, afirmou.

Leia também:
Filmes eslovenos em mostra no Cinema do Museu
Exposição em Noronha faz críticas ao governo Bolsonaro
Coletivo CRIA faz exposição fotográfica no Arruado da UFPE

Já a exposição intitulada “Patrimônio cultural imaterial da Eslovênia no âmbito da Convenção da Unesco”, que foi criada em 2018, conta com 24 painéis que apresentam ao público pernambucano um pouco da cultura imaterial da Eslovênia - através dos costumes tradicionais do carnaval, produção e confecção de artesanatos local, além de jogos antigos e comidas eslovenas tradicionais.

Ainda de acordo com o cônsul, Recife vai ser a única capital do Nordeste a receber as artes que já passaram por Brasília e São Paulo. “Recife foi escolhida por causa da presença do consulado na cidade, que foi inaugurado há três anos, e também por decisão da embaixada Eslovênia em Brasília e do Ministério das Relações Exteriores que se uniram para trazer essas exposições para Pernambuco visando uma maior divulgação do país e dos artistas”, contou. Ainda de acordo com o cônsul, as exposições têm o objetivo de aproximar os países através da arte.

Uma cerimônia de abertura e recepção das exposições está prevista para acontecer nesta terça, às 19h, no Museu do Estado, somente para convidados. O local é aberto ao público de terça a domingo, das 9h às 17h de terça a sexta, e de 14h às 17h aos sábados e domingos. A entrada custa R$6 inteira e R$3 meia.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: