A dupla de bregafunk recifense Shevchenko & Elloco é uma das atrações do Meca
A dupla de bregafunk recifense Shevchenko & Elloco é uma das atrações do MecaFoto: Divulgação

Contrariando o bordão “eu to só calado”, Shevchenko & Elloco prometem "gerar" no Festival MecaBrennand, marcado para o próximo dia 14 de setembro na Oficina Brennand. Formada por Robson Oliveira e Cleiton José da Silva (respectivamente Shevchenko & Elloco), a dupla se destaca na cena pelo movimento do passinho, manifestação que ficou conhecida nacionalmente. “O passinho vem crescendo no mundo e eu me sinto muito feliz por fazer parte dessa história. Fazemos o que gostamos então para nós sempre será uma alegria tocar. Estou ansioso para a estreia no festival”, contou Shevchenko em entrevista à Folha de Pernambuco

Idealizado em São Paulo, o Meca já passou por Inhotim (MG), Urca (RJ), Mis (SP), Iberê (RS) e, no Recife, chega pela segunda vez para agitar o público com pelo menos 15 horas de música, além de feira colaborativa e mesas de debate. Os ingressos estão à venda no site ingresse.com, a partir de e R$ 80 (meia entrada).

 

 

Leia também:

Festival MECABrennand tem line-up com house, funk, dance e synthwave 

Festival de teatro e dança ocorre em São Benedito do Sul  

Caminhos da dupla

Os primeiros passos da parceria da dupla de MC's se deu em 2009 quando Robson (Shevchenko) fez uma abertura para música de Cleiton (Elloco). Uma combinação perfeita que engrenou o caminho de altos e baixos na carreira da dupla, de acordo com ele próprio. “Nossa história é formada por vitórias e derrotas. Em 2014, a dupla fez sucesso e isso resultou até em aparições nacionais. Depois passamos quatro anos esquecidos, mas nunca baixamos a cabeça. Continuamos trabalhando em silêncio e hoje estamos de volta com a mesma humildade de sempre”, pontuou ele que vê, no movimento do passinho, uma espécie de porta de entrada para viabilidade social.

“Vejo jovens com mais autoestima e alegria, pois estão fazendo o que amam, a dança. Estou muito orgulhoso de ver meu projeto crescendo cada dia mais. É um movimento que motiva os jovens de comunidade a acreditar em seus sonhos, sair da criminalidade e mostrar o talento que eles têm”, complementa Shevchenko.

"Ninguém Fica Parado", "Dally", "Braba do Milionário" e "Gera Bactéria" integram os hits contagiantes e os seus milhões de acessos na internet, influenciados também pelas coreografias, que prometem ser destaques no repertório dos MC's no Festival Meca que terá, além do passinho recifense, Mombojó, Noporn e Romero Ferro no palco principal. Fato, aliás, que expõe o cenário pernambucano da música no festival. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: