Os trabalhos sobre o Muhne podem ser inscritos até 1º de junho
Os trabalhos sobre o Muhne podem ser inscritos até 1º de junhoFoto: Divulgação

O Museu do Homem do Nordeste (Muhne) segue no clima de celebração dos 40 anos de existência. Ainda em comemoração à data, a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) abriu o Edital do Concurso de Ensaios Aécio de Oliveira. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 1º de junho de 2020, e o edital completo pode ser acessado no site da Fundaj. A lista dos ensaios premiados será publicada no Diário Oficial da União.

A realização do processo seletivo será em âmbito nacional, resultante de pesquisa inédita e original, com temas sobre o Muhne e suas ações em uma ou mais áreas de atuação, tais como: acervo, exposições e atividades educativas e culturais. A seleção será realizada por uma comissão externa de especialistas convidados e contratados, e somente uma pessoa da Fundaj participará da comissão.

Integrante da equipe do Muhne, Silvia Barreto esclarece: "O concurso foi pensado para chamar a atenção da comunidade para o Muhne, sua história, seu acervo e seu arquivo administrativo, como objetos de estudos, e também como uma forma de nos abrirmos para olhares e reflexões da sobre o Museu".

Independente do nível de formação profissional, experiência acadêmica e âmbito de ação, o concurso é destinado a pessoas físicas autoras dos trabalhos, exceto servidores e terceirizados da Fundaj. "Nós deixamos abertos a qualquer formação para podermos atingir quem conheça e discuta sobre cultura, patrimônio, museus e análise da cultura mesmo sem ter uma formação acadêmica na área", comenta Silvia Barreto.


Os trabalhos deverão ser inscritos, obrigatoriamente, com as seguintes linhas temáticas: Olhares sobre a Coleção; História e Memória Institucional; Ações museológicas do Muhne e os discursos sobre a Região Nordeste. Cada pessoa inscrita só tem direito de registrar um projeto. A escolha será realizada pela Comissão Julgadora, composta por seis profissionais e um secretário/a.

Os seis primeiros trabalhos considerados vencedores receberão um prêmio individual no valor de R$ 10 mil. "É um incentivo para que as pessoas se aproximem, se apropriem do museu, e, ao mesmo tempo, uma maneira de escutarmos, colhermos as percepções, análises e também críticas, avaliações e até sugestões que esperamos encontrar nos ensaios", afirma Silvia Barreto.

Homenageado
O museólogo pernambucano Aécio de Oliveira (1938-2012) foi o primeiro técnico brasileiro da especialidade existente na Capital pernambucana. Foi também o primeiro diretor do Museu do Homem do Nordeste, inaugurado em 1979, ainda pelo Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais (IJNPS), atual Fundação Joaquim Nabuco. Ele ocupou a função até maio de 1986. Referência no campo da museologia, Aécio de Oliveira é o homenageado do Muhne.


Serviço
Limite de inscrição: 1º de junho de 2020
Telefone para contato: (81) 3073-6227 e (81) 3073-6232
Inscrições gratuitas

veja também

comentários

comece o dia bem informado: