Alexandre Santos, coordenador da Flipo
Alexandre Santos, coordenador da FlipoFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

A Festa Literária Internacional do Ipojuca, que começa no próximo dia 27 e vai até o dia 30 de setembro, chega a sua 6ª edição e, mais uma vez, quer tornar Porto de Galinhas, praia no Litoral Sul do Estado, a capital da leitura e do livro durante os quatro dias de evento. Este ano, a festividade traz como tema central "As diversas línguas faladas no Brasil" e vai homenagear o sociólogo, historiador e escritor Gilberto Freyre. Com diversos polos, a festa será realizada na arena montada para o evento na vila de Porto de Galinhas, o chamado Território da Palavra.

Coordenada pelo presidente da União Brasileira de Escritores em Pernambuco (UBE-PE), Alexandre Santos reforça que o evento não é uma simples feira. "É de fato uma festa que vem para unir livro, leitura, arte e cultura". A programação é abrangente e contempla adultos, crianças, escritores, leitores, estudantes, professores e turistas. Além disso, abre espaço para músicos, poetas, artistas plásticos e terapeutas.

Alexandre Santos conta que o evento vai contar com debates, rodas de conversa, shows, espaço para crianças, feira de livros e espaço holístico ao longo dos quatro dias de realização. "A ideia é diversificar a programação ao longo de todos os dias, para que ela possa atrair diversos públicos diferentes em todo o fim de semana", afirma.

Leia também:
Clubes de leitura ampliam horizontes para além dos livros
Conheça Leonardo Tonus, o nome do ensino da literatura brasileira na Sorbonne
Gisele Bündchen revela capa e lançamento do seu livro de memórias


A cerimônia de abertura tem início às 19h do dia 27 de setembro, com a apresentação de Marcos de Andrade, pronunciamentos de Alexandre Santos e Célia Sales, prefeita de Ipojuca, e performances da Orquestra Matéria Prima e da cantora Daiana Rhister. No dia seguinte, no Congresso Literário, jornalistas, escritores e acadêmicos participam de rodas de conversa. Entre os nomes, Lourival Holanda, Paulo Nunes, Caesar Sobreira, Flávia Suassuna, Leusa Santos - editora executiva da Folha de Pernambuco, Angela Guerra, entre outros.

No sábado, 29 de setembro, mais escritores e acadêmicos, como Saulo Gomes, Francisco Nóbrega, Antonio Carlos Secchin, discutem métodos de realização de biografias, crítica literária na pós-modernidade, cultura popular e poesia nordestina. As apresentações musicais também acontecem na sexta-feira e no sábado e trazem nomes de Pesqueira, Olinda, Paulista e do Recife.

Leusa Santos fala sobre

Leusa Santos fala sobre "Palavras de outros, palavras de todos: os empréstimos linguísticos da Língua Portuguesa" - Crédito: Felipe Ribeiro/Arquivo Folha



Ao todo, serão 17 espaços destinados aos mais variados tipos de público. O Congresso Literário reúne a programação associada ao Congresso Mundial de Engenheiros Escritores. O Encontro Pernambucano de Escritores é um seminário que reúne autores pernambucanos ou que atuem na cena estadual. O Espaço Cordel é o espaço dedicado a artistas populares. As crianças têm programação especial no Espaço Mágico Faz de Conta.

A venda e o lançamento de livros terão dois espaços específicos, Alameda dos Livros e a Vitrine de Lançamentos, respectivamente. A Tribuna da Arte, a Fest Flipo e a Art Flipo são as áreas dedicadas a apresentações artísticas e às artes plásticas. O Espaço Outros Olhares volta as atenções para a discussão das diversas formas de compreensão do mundo e conta com um palco holístico. A Flipo também conta com Casa Flipo Fashion, Escambo Literário, Flipo Store e Palco das Homenagens.

Todas as programações são gratuitas e abertas ao público. A programação do evento estima receber cerca de 15 mil pessoas, durante os quatro dias. Além de promover a cultura literária e artística, o evento estimula ainda mais o turismo da região.

Serviço:

6ª edição da Flipo
Praia de Porto de Galinhas (Litoral Sul)
De 27 a 30 de setembro
Gratuito

veja também

comentários

comece o dia bem informado: