Ariadne Quintella, jornalista e escritora
Ariadne Quintella, jornalista e escritoraFoto: Dalva Oliveira/Divulgação

Durante muito tempo, a jornalista e escritora Ariadne Quintella esteve à frente da coluna "Boa Tarde", do Diário da Noite. Nesta sexta-feira (30), ela publica a sua mais nova obra, que reúne algumas das crônicas cotidianas publicadas entre os anos de 1965 e 1977. "Tudo o que me cercava servia de inspiração", conta Ariadne, que, diariamente, escrevia sobre as mulheres que deixavam os maridos, sobre o dia a dia, sobre a trela dos filhos e muitas outras coisas. Para ela, o objetivo do livro é reviver as histórias que viveu no passado. "Nem tudo é engraçado, há muita coisa séria, mas a grande parte desperta bons sorrisos", afirma.

Motivada pela amiga Lourdes Sarmento, Ariadne faz questão de destacar a ajuda da amiga para a realização da obra. A escritora também conta que não existiu um critério específico para a escolha das crônicas presentes no livro. "Houve apenas um cuidado com os temas abordados, só para não ficar repetido. E também porque apenas um livro não seria suficiente para todas as crônicas. Imagine só quantos livros seriam necessárias para que coubessem [nele] todas as crônicas diárias publicadas em mais de 10 anos?", brinca.

Leia também:
Professor lança livro que aborda 'o som do filme'
Memórias de um ex-preso político relatadas em livro
Solidariedade e inclusão em livro infantojuvenil

No prefácio do livro, o acadêmico e escritor Ângelo Monteiro expõe a importância dos textos assinados por Ariadne, que dividia a redação com colegas saudosos como o poeta Eugênio Coimbra Júnior. “Fez de sua crônica cotidiana ... o anúncio ao mesmo tempo encantado e desencantado de tudo que, para nós, está sempre de passagem como os anseios, as expectativas, as frustações e as pequenas e grandes alegrias que perpassam as mais simples existências. E a crônica foi justamente o fio de que dispôs a nossa Ariadne para tentar libertar seu leitor...”, afirmou Ângelo Monteiro.

   Sessão de autógrafos

O encontro para o lançamento está previsto para as 17h, na sede da União Brasileira de Escritores (UBE), em Casa Forte. No local, haverá sessão de autógrafos. O encontro é aberto ao público. O livro estará sendo vendido na ocasião pelo valor de R$ 30.

Serviço:
Lançamento do livro “Boa Tarde”, de Ariadne Quintella
Nesta sexta-feira (30), a partir das 17h
União Brasileira de Escritores - UBE-PE (r. Sant'Anna, 202, Casa Forte)
Preço do livro: R$ 30
Entrada Gratuita

veja também

comentários

comece o dia bem informado: