Fernanda Young
Fernanda YoungFoto: Reprodução/Facebook

A escritora, atriz e apresentadora Fernanda Young morreu na madrugada deste domingo (25), aos 49 anos.

Young sofreu uma crise de asma seguida de parada cardíaca no sítio de sua família em Gonçalves, interior de Minas Gerais, segundo comunicado oficial de sua assessoria. A atriz sofria de asma desde criança.

Young entraria em cartaz com a peça "Ainda Nada de Novo", na qual interpretaria um casal homossexual com a atriz Fernanda Nobre. O espetáculo estrearia em São Paulo em setembro.

Leia também:
Fernanda Young publica foto com seios à mostra para testar censura
Morre o artista olindense José Carlos Viana


Seu trabalho mais recente é a série "Shippados", na GloboPlay, estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch e desenvolvida por ela e seu marido, Alexandre Machado.

Foram várias as parcerias entre o casal de roteiristas, que estreou na TV em 1995 com o seriado "A Comédia da Vida Privada", uma adaptação de textos de Luis Fernando Verissimo.

Desde então, a dupla criou mais de uma dezena de outros programas, incluindo seu maior sucesso, "Os Normais", que contava as desventuras dos noivos Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres) e foi exibida na Globo entre 2001 e 2003.

Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, Fernanda Young ingressou no curso de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense), mas não concluiu.
Depois de começar -e não terminar- jornalismo e rádio e televisão, jurou nunca mais pisar em um campus universitário, mas ingressou no curso de artes plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado em 2015.

Em 1996, entrou para o mundo literário com a publicação do romance "Vergonha dos Pés", pela editora Objetiva, e lançou ao menos outros 13 livros. Sua última publicação "Pos-F: Para Além do Masculino e Feminino" (Ed. LeYa) foi seu primeiro trabalho de não-ficção, em que reflete sobre questões de gênero.

Junto à cantora Rita Lee, à jornalista Mônica Waldvogel e à atriz Marisa Orth, Fernanda Young fez parte da primeira formação do programa Saia Justa, no GNT, que estreou em 2002. Depois, entre 2006 e 2010, encabeçou o "Irritando Fernanda Young", no mesmo canal.

No cinema, assinou o roteiro de "Os Normais - O Filme" (2003) e "Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas", além de "Bossa Nova", de 2000, e "Muito Gelo e Dois Dedos D'Água" (2006), todos ao lado de Machado.

Além do marido, Young deixa quatro filhos: duas gêmeas de 19 anos (uma delas é Estela May, cartunista da Folha), uma menina de dez e um menino de nove anos.
O velório e enterro aconteceram neste domingo no cemitério Congonhas, em São Paulo.

Repercussão

Amigos e admiradores de Fernanda Young utilizaram o Twitter para homenagear a escritora.

Marcelo Rubens Paiva, escritor, dramaturgo e jornalista
"Fernanda Young... Provocadora, ousada, irônica, inteligente. Grande talento. Eu era fã e amigo".

Fábio Porchat, humorista, ator e apresentador de programa de TV
"Posso dizer que com "Os Normais" minha carreira meio que começou. Obrigado Fernanda Young por colocar num papel toda sua maluquice! Meu abraço pra família e para os amigos".

Walcyr Carrasco, escritor e dramaturgo
"Triste notícia recebi hoje com a morte precoce da Fernanda Young, essa menina talentosa, de humor ácido e de tantos trabalhos excepcionais como escritora, roteirista, atriz, apresentadora, entre outros. Descanse em paz! #ripfernandayoung #fernandayoung

Padre Fábio de Melo
"Vou sentir muita falta das nossas longas conversas. E o encontro em Gonçalves, o almoço, a roda de música, ficarão na espera, na longa espera... Vai com Deus, minha amiga. Dê um beijo Nele por mim."

Manuela D'Avilla, jornalista e política
"Eu gritei um palavrão feio quando soube da morte dela. Nunca a conheci mas sempre quis ter um pouco do talento, graça, rebeldia e liberdade que ela me transmitia. Que sua família receba uma braço solidário. Obrigada, Fernanda Young."

Alexandre Nero, ator
"Chocado com a morte da Fernanda Young. Não a conhecia, mas desejava muito trabalhar nas coisas dela um dia. Sempre admirei sua parceria com o Alexandre Machado. Muita luz para os familiares e amigos!"

Sâmia Bonfim, deputada federal
"Estarrecida com a notícia da morte de Fernanda Young. Jovem, talentosa e arrojada, escreveu como poucas sobre o cotidiano da mulher diante das mudanças do mundo. Toda solidariedade aos familiares, amigos, colegas e demais fãs."

veja também

comentários

comece o dia bem informado: