Maestro Nunes
Maestro NunesFoto: Sérgio Bernardo/Arquivo Folha

"Cabelo de fogo", frevo clássico que há décadas vem embalando os foliões em Pernambuco, é apenas uma pequena mostra do extenso legado musical deixado pelo Maestro Nunes. Por coincidência, foi justamente no Dia Nacional do Frevo - comemorado na data de hoje - que, há dois anos, o compositor e arranjador faleceu. Para marcar a data, homenagens estão sendo preparadas por familiares e amigos do músico, culminando com o show da Orquestra Arruando, no domingo, a partir das 15h30, na praça do Marco Zero.

A apresentação integra o projeto "Recife do frevo e do passo", que chega à terceira edição. Patrocinada pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, a ação consiste na realização de shows ao ar livre da orquestra, sempre no Marco Zero, quinzenalmente. "Desde quando criamos a Arruando, no fim de 2013, nosso objetivo sempre foi fazer frevo ao longo do ano inteiro, e não só no Carnaval", explica Nilo Otaviano, diretor artístico e um dos cantores do grupo.

O concerto deste domingo é dedicado ao Maestro Nunes. Sob o comando do maestro Kidbone, a orquestra vai executar um repertório de frevos consagrados, de autores como Capiba e Nelson Ferreira, passando novos compositores e canções autorais do grupo. Ao todo, participam da festa 44 artistas, incluindo instrumentistas, cantores, regente e passistas.

Leia também:
Sem fronteiras, o frevo completa 110 anos
Premiados do Festival Nacional de Frevo: vai dar em bloco de Carnaval
Lei obriga, mas só três das vinte rádios do Grande Recife tocam frevo regularmente 
 

"Nosso show é sempre no chão, interagindo e brincando com o povo. Distribuímos 160 sombrinhas para as pessoas dançarem com a gente. O retorno do público é muito positivo. Nas duas apresentações anteriores, ficamos surpresos com a quantidade de gente participando", aponta o diretor.

  

O projeto também abre espaço para outras manifestações culturais pernambucanas. Nesta terceira edição, após duas horas de música, a orquestra convida o grupo de coco do Mestre Zeca do Rolete, da cidade de Paulista. Ao longo da apresentação, os músicos também interpretam versões em coco e maracatu de sucesso internacionais, como "Hey Jude", dos Beatles, e "My way", imortalizada na voz de Frank Sinatra.

Legado de um mestre

Antes de falecer, Maestro Nunes deixou guardadas mais de três mil partituras de composições suas. Atualmente, o material está nas mãos da família do artista, que sonha em conseguir disponibilizá-lo para o maior número possível de pessoas.

"Há muita coisa parada, incluindo músicas inéditas. Nós adoraríamos digitalizar tudo isso e colocar em um site ou até mesmo promover uma série de shows em que essas canções fossem tocadas. Queremos dar continuidade ao que ele construiu ao longo de toda a vida", afirma Márcia Nunes, que ao lado dos irmãos tem trabalhado para a preservação da obra do maestro.

Os planos dos herdeiros do músico, no entanto, esbarram na falta de recursos. Para conseguir viabilizar os projetos, eles resolveram criar a Fundação Cultural Maestro Nunes. A instituição, ainda sem sede, será lançada em evento no museu Paço do Frevo, amanhã, a partir das 15h.

"Nosso objetivo é promover a cultura e o desenvolvimento social das crianças da comunidade de Jardim Paulista", revela. O bairro citado por Márcia, localizado no município de Paulista, foi o lar do maestro por mais de 30 anos.

A programação organizada pela família de Nunes tem início hoje, a partir das 18h30, com oficina de frevo e distribuição de cartilhas de frevo para colorir, na praça de Jardim Paulista Baixo. Amanhã, será realizada uma missa em memória ao músico, às 9h30, Igreja da Santa Cruz (Pátio de Santa Cruz). Já no domingo, das 10h às 12h, o bloco infantil de Carnaval "Cabelinho de Fogo", também na praça de Jardim Paulista Baixo.

Serviço:
Show da Orquestra Arruando
Quando: domingo, a partir das 15h30
Onde: Praça do Marco Zero, no Bairro do Recife
Acesso gratuito

 

Maestro Nunes
Maestro NunesFoto: Sérgio Bernardo/Arquivo Folha
Projeto Orquestra Arruando, no Marco Zero
Projeto Orquestra Arruando, no Marco ZeroFoto: Tiago J Silva/Divulgaçã
Projeto Orquestra Arruando, no Marco Zero
Projeto Orquestra Arruando, no Marco ZeroFoto: Tiago J Silva/Divulgaçã

veja também

comentários

comece o dia bem informado: