Roberto Menescal
Roberto MenescalFoto: Divulgação

O palco do Manhattan Café Theatro, em Boa Viagem, será testemunha do encontro de dois grandes ícones da Música Popular Brasileira. Os músicos Toquinho e Roberto Menescal se apresentam no local, que inicia as comemorações dos seus 14 anos de existência, nesta sexta-feira (8) e no sábado (9), a partir das 21h. Além de levarem aos fãs seus shows individuais, eles cantarão juntos em alguns momentos.

A relação entre os dois artistas vem de longa data. Quando a carreira de Toquinho começou a despontar, Menescal já era um nome conhecido no meio musical, especialmente por seu envolvimento na carreira musical. "Naquela época dos festivais da Record e programas musicais a gente se encontrava muito. Mais tarde, eu era diretor artístico da gravadora PolyGram e o contratei para alguns projetos. Estávamos sempre juntos, porque a turma era a mesma: (Tom) Jobim, Vinícius (de Moraes), (Ronaldo) Bôscoli", relembra Menescal, que conversou ontem com a Folha de Pernambuco, pouco antes de embarcar em um voo para o Recife.

Embora não tenham feito tantos shows em parceria ao longo do tempo, nos últimos anos Menescal e Toquinho têm dividido o palco com certa frequência. "Em 2016, ele me chamou para fazer participação em um show dele no Vivo Rio. Toquei no CCBB, em 2017, e devolvi o convite. Dessa vez, nós estamos nos convidando mutuamente", diz. Sobre quais músicas cantarão juntos, o compositor de "O barquinho" diz que o martelo ainda não foi batido. "Não combinamos nada. Toquinho não ensaia nunca, na verdade. A gente só se encontra e faz", afirma.

Leia também:
Simone canta Ivan Lins no Teatro Guararapes
Tom Zé e Ave Sangria se reúnem em show no Baile Perfumado Tom Zé e Ave Sangria se reúnem em show no Baile Perfumado


O que está garantido é o repertório de clássicos de Menescal, com composições como "Você", "Nós e o mar", "Bye, bye Brasil" e "Telefone". O artista estará acompanhado de um trio feminino, composto pela cantora Catarina Rosa, Angélica Lins, na percussão e Ernali Silva, no baixo. Na primeira noite de espetáculo, ele recebe a participação André Rio, Luciano Magno e Jotae Jamelão (Sambstar).

Considerado um dos pioneiros da bossa nova, Menescal viu o movimento nascer, nas reuniões que frequentava no apartamento da cantora Nara Leão, em Copacabana. "Sem querer, a nossa música começou muito internacional, porque a gente ouvia muita música francesa, italiana e norte-americana. Anos depois, a gente acabou influenciando também a música lá de fora. Isso ainda acontece. Tanto é que, no começo do ano que vem, vou para o Japão com o João Donato e o Marcos Valle. Faremos duas temporadas lá e depois vamos para os Estados Unidos. Aqui no Brasil é que temos um campo menor", comenta.

Por causa da intensa agenda de trabalho, o músico conta que não consegue ficar tão atualizado quanto gostaria sobre os novos fluxos da música brasileira. Ainda assim, ele diz estar sempre aberto às novidades. "Tenho uma curiosidade muito grande sobre o que há de novo. Quando dá tempo, eu gosto de procurar. Outro dia, procurando na internet, achei uma música da Anitta, 'Will i see you', que achei o máximo. Gosto daquilo que me seduz. As coisas que a Anitta canta não são muito a minha praia, mas quando descobri essa canção gostei", revela.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: