Alceu Valença conta sua própria história em exposição em cartaz no Recife
Alceu Valença conta sua própria história em exposição em cartaz no RecifeFoto: Divulgação

 

"A energia dos doidos, motor da imaginação". O verso da música "Leque Moleque", de Alceu Valença, também dá nome à exposição biográfica sobre o artista, que será inaugurada amanhã, a partir das 19h, no Museu do Estado de Pernambuco (Mepe).

Organizada pela curadora Rose Pepe, a mostra promete interação total com a história e obra de Alceu. "O público vai poder mexer, interagir, sentir. Vai poder até comer uma instalação bem efêmera, feita apenas para o dia da abertura", adianta a designer Rose, sem querer dar detalhes para não revelar o que vem por aí.

Leia também:
Alceu Valença vira tema de exposição
Alceu Valença traz para o Recife turnê 'Amigo da Arte'
Alceu Valença: das influências do avô violeiro às 'coisas nordestinas' nos Estados Unidos
A exposição traz mais de 20 obras inéditas e mistura diversas linguagens, como música, cinema e poesia, além de performances e aparatos tecnológicos. A abertura é restrita a convidados, que vão receber gratuitamente o catálogo da mostra, uma tiragem limitada que conta com textos, fotos e áudio narrações a partir de um QR Code. "Alceu fez um depoimento tão bacana que optamos por esse formato. O catálogo ficou parecendo um livrinho, todo narrado em primeira pessoa e envolvente do início ao fim", descreve Rose.

 A curadora destaca a riqueza das vivências de Alceu, que largou sua carreira como advogado e repórter do Jornal do Brasil para se dedicar à música nos anos 1970. "Ele é bem múltiplo e tentamos transformar cada vertente dele em um espetáculo que permite inúmeras interpretações em quem vê", resume. As visitas à exposição poderão ser feitas, pelo público em geral, a partir do dia 15 de novembro.

Aos 73 anos de idade e quase 50 de carreira, com hits inesquecíveis como "Anunciação", "Diabo Louro", "Tropicana" e muitos outros, Alceu é um dos mais celebrados artistas brasileiros, e participou ativamente da construção da mostra. "Todos nós, inclusive ele, estamos ansiosos. A expectativa é de que o público goste e se emocione, como nos emocionamos. Será uma exposição alegre, uma grande brincadeira. Porque Alceu passa essa energia boa, ele leva as coisas com alegria. Ele é todo movimento. Jamais faria, para ele, uma exposição estática, contemplativa, porque esse não é o universo dele", diz Rose Pepe.

 A exposição não tem fins lucrativos, e a equipe produtora está realizando captação de patrocínio através das leis de incentivo, pois tem a intenção de levar a mostra a outras cidades, como Rio de Janeiro, São Paulo e Lisboa, em Portugal.
Novo single disponível

Além da exposição, os fãs de Alceu Valença têm um motivo extra para comemorar. Já está disponível, nas plataformas digitais, o novo single do cantor, "Eu vou fazer você voar". A faixa chega aos aplicativos de música pela gravadora Deck, e é o primeiro dos próximos lançamentos que Alceu prepara para a virada do ano e para o Carnaval.

A música é dançante e traz a pegada típica de Alceu mesclada ao ritmo ijexá. Foi composta pelo artista, em parceria com Herbert Azul, e conta com a participação de Paulo Rafael (guitarra), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo), Cássio Cunha (bateria) e André Miau (percussão) .
SERVIÇO:
Exposição "A energia dos doidos, motor da imaginação", contando a história de Alceu Valença
Vernissage para convidados (entrada gratuita): Quinta-feira (14), a partir das 19h, no Museu do Estado de Pernambuco, Avenida Rui Barbosa, 960, Graças
Visitação: De 15 de novembro de 2019 a 05 de janeiro de 2020, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h; e das 14h às 17h, aos sábados e domingos
Entrada da visitação: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia entrada). Às quartas feiras, entrada gratuita para todos.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: