Incentivar os cuidados preventivos é essencial na luta contra o câncer de mama
Incentivar os cuidados preventivos é essencial na luta contra o câncer de mamaFoto: Lehi Henri/Folha de Pernambuco

Com a chegada do mês de outubro, é tempo de reforçar, a­lertar e incentivar os cuidados preventivos contra o câncer de mama. Segundo o mais recente estudo da Agência In­ter­nacional de Pesquisa em Câncer (IARC), o diagnóstico é um das três variantes de câncer que mais ocorrem, em sua maioria, nas mulheres. Para isso, foi criada a cam­panha que conhecemos como Outubro Rosa e no escopo dos cuida­dos com a saúde, a alimentação balan­ceada pode ser uma grande aliada.

Uma rotina de refeições com ingredientes saudáveis e nutrientes específicos podem contribuir para a prevenção de alguns tipos de câncer, incluindo o de mama. “As mudanças nos padrões alimentares nos últimos 100 anos são consideradas promotoras de muitas doenças, entre elas, a neoplasia mamária”, afirma a nutricionista Juliana Oliveira.

Leia também:
Vitamina C além da laranja
O Nutricionista Educador em Saúde

De acordo com a Sociedade Americana de Câncer (ACS), para a prevenção do câncer de mama é essencial manter o peso corporal em níveis adequados, limitar o consumo de carnes vermelhas, especialmente as processadas e ricas em gordura. Preferir grãos integrais ricos em fibras no lugar dos refinados e evitar o consumo de açúcares também é recomendado. “Aumentar a ingestão de alimentos como frutas, vegetais e fibras, indicados como aliados do tratamento, devido às propriedades de prevenção”, explica Oliveira.

A nutricionista oncológica Luciana Araújo define a doença como multicausal, sendo a obesidade, padrões dietéticos distorcidos, estilo de vida sedentário, alterações hormonais, hipovitaminose D, alterações em microbiota intestinal, predisposição genética, estresses físico e mental os principais fatores envolvidos na maioria dos casos. “Quando detectado em fase inicial, apresenta elevado índice de cura. Por isso, que prevenir ou detectá-lo precocemente ainda é o melhor remédio”, orienta a profissional.

“No consultório, é frequente a­que­le paciente que relata ter dias cor­ridos, muito trabalho, carga eleva­da de estresse, cobranças externas e principalmente internas, má alimen­tação, inatividade física. Esse conjunto gera alterações orgânicas e energéticas, sendo um terreno mui­­to fértil para o aparecimento e crescimento da doença”, conta Araújo.

Alguns alimentos, quando inseridos na dieta, ajudam na prevenção do câncer de mama e no equilíbrio orgânico. Frutas vermelhas como, por exemplo, morango, framboesa, amora, ameixa, acerola, romã, toma­­te, melancia, uva e amora, segun­­do Luciana, são fontes de fitonu­trientes anticancerígenos que ajudam a melhorar o sistema imunoló­gico e protegem as células, retardan­do o crescimento de células pré-malignas e evitam a formação de novos va­sos sanguíneos, que podem alimen­tar o tumor. A nutricionista ain­da aconselha a prevalên­cia de alimentos orgânicos na dieta, além de legumes como brócolis, couve-flor, couve-de-Bruxe­las e repolho, por serem fontes do fitoquímico sul­forafano, que possui a capacidade de destruir células cancerígenas sem prejudicar as demais.

Outros aliados

O chá verde, bastante consumido nos últimos anos, contém um composto chamado epigalocatequina, que devido à sua ação antioxidante inibe os vasos sanguíneos dos tumores, podendo ajudar a prevenir o câncer. As fibras como linhaça, chia, aveia e grãos integrais em geral também atua na redução do risco do diagnóstico. Todas as fontes de ômega 3, presente no salmão, fígado de bacalhau, arenque, sardinha, cavala, cação, atum, anchova, estão associadas à prevenção por inibir o desenvolvimento de metástase.

O alto consumo de gorduras pode aumentar os níveis de estrogênio endógeno, fator que aumenta a probabilidade da formação do tumor. Alimentos que parecem saudáveis, como requeijão, sopas prontas, presunto e defumados, também devem ser evitados.

A soja contém um composto chamado isoflavona, que tem ação antio­xidante, antiproliferativa, anti-infla­matória e anticancerígena, desde que consumido em quantidades equilibradas e na versão não transgênica.

Serviço:
Luciana Araújo é nutricionista
oncológica
Endereço: Centro Pernambucano de Oncologia - rua José de Alencar, 871, Boa Vista
Informações: 3222.6565

Juliana Oliveira, nutricionista esportiva funcional, estética e longevidade
Endereço: Empresarial Alcides Fernandes - Praça de Casa Forte, 381, sala 303, Casa Forte
Informações: 99633.9344

veja também

comentários

comece o dia bem informado: