Danielle Johnnei é chef à frente da casa
Danielle Johnnei é chef à frente da casaFoto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

Quando optamos por fazer uma refeição fora de casa, a ideia é, obviamente, comer fo­ra de casa. A afirmação po­de parecer redundante, mas essa intenção corre grande risco de cair por terra se a escolha final for a Trattoria DaDani, localizada em Ca­sa Amarela. O lugar completa um ano de portas abertas e está longe de parecer um restaurante tradicional. Com decoração vintage e ambiente acolhedor, os fãs de comida italiana encontram um point para happy hour, sem deixar de sentir aquela sensação de conforto do lar.

Leia também:
Seminário no Recife discute a preservação da cultura alimentar
Chef Paulo Yoller vai cozinhar em Taquaritinga do Norte

O tradicional mesmo fica com o menu. As escolhas ficam por conta do cliente, do molho à proteína. Se a pessoa optar por um penne, já pode definir se consome a porção inteira (R$ 30) ou a metade (R$ 18), além de dispor das variedades de molhos. Isso sem falar nos pratos exclusivos do dia, como é o caso da bisteca suína, servida nas sextas, com risoto de açafrão e vinagrete, por R$ 79 (para duas pessoas).

Empresária e cozinheira

O pouco tempo de vida da Tratto­ria DaDani esconde, na verdade, uma trajetória que ultrapassa dez anos de experiência em gastronomia com eventos e serviço de catering. A proprietária, Danielle Johnnei, 36, dedica boa parte de sua vida ao a­ten­dimento como personal chef, mas sempre pensou que seria arqui­teta por perceber seu talento em criar identidade visual. Mesmo assim, o gosto pela área de gestão e eventos falou mais alto e Johnnei acabou fazendo a graduação em Hotelaria.

Durante a rotina do catering, ela e seu sócio da época, o chef Du­ca Lapenda, perceberam que o clien­te, no restaurante, queria aquele momento na casa dele. Paralelamente, começava um movimento em São Paulo de finger food, então a dupla levou o conceito para dentro das residências. Com o crescimento dos projetos, algumas mudanças foram acontecendo. O catering se desenvolveu bem e em um ano a Trattoria DaDani surgiu, com Lapenda passando de sócio para consultor.

Comida e profissão

Liderando tantos projetos em torno da gastronomia, a comida sempre teve certo valor para a dinâmica em família. “Minha avó era uma excelente cozinheira, mas no final acompanhei ela fazendo poucas coi­sas, havia um bolinho de macaxeira que era divino, mas vovó fale­ceu antes de me ensinar”, relata.

Ironicamente, a Trattoria veio para dar maior qualidade de vida para a chef e tempo na companhia de seu filho de 9 anos. “O restaurante surgiu pra me dar um pouco mais de tranquilidade e me justificar ter uma equipe que funcione não só para a trattoria, mas como capacidade de produção para minimizar minhas demandas por evento”, explica.

Serviço:
Trattoria DaDani
Rua Conselheiro Peretti, 96 - Casa Amarela
Informações: 3126-6035

veja também

comentários

comece o dia bem informado: