Wrap com queijo e presunto é praticidade à mesa
Wrap com queijo e presunto é praticidade à mesaFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O período de fim de ano é prato cheio para quem gosta de receber a turma de amigos em casa. Haja encontro de confraternização regado a espumantes, drinques e petiscos montados no conforto da sala ou na descontração da varanda. É escolher o perfil da festa e montar o cardápio certeiro. Mas no meio desse caminho, existe o desafio de não gastar tempo e dinheiro numa produção repleta de detalhes. Se você não quer perder as rédeas da própria organização, Sabores aponta o caminho das pedras rumo à confra livre de dor de cabeça.

Leia também:
Quando a moda pega na gastronomia
Como a França revolucionou a gastronomia
Além da gastronomia fit


Acerte na quantidade
Comece pelo mais simples: a lista de convidados. O perfil do grupo, que passa por colegas de trabalho ou amigos dos tempos da faculdade, definirá a linha de produ­ção, do décor à gastronomia. Fei­to isso, é bom ter em mente a quantidade de convidados. A chef Rafaela Suassuna, do bufê Porto Fino, lembra que, a depender da be­bida, há um cálculo específico. “Pa­ra cada pessoa, a média é de 500ml de refrigerante, 200ml de suco e 700ml de água mineral”, destaca.

Na hora de prever a saída de destilados, a estimativa é outra. “Gin e vodka sai uma garrafa para cada dez pessoas. Já espumante é um para três”, ensina Rafa, que há mais de 20 anos trabalha com o serviço de bufê no Recife. Ao pular para comida, a conta é a seguinte: “Por pessoa são seis doces e 15 salgados. No caso de jantar, vale considerar 200g de proteína com 120g de acompanhamento para cada convidado”, resume.


Sirva de entrada
Para iniciar os trabalhos, nada como a praticidade de comidinhas finger food. A dica, segundo o chef Leandro Ricardo, que produziu uma mesa com utensílios da Spicy RioMar para a reportagem, é comprar mix de nuts no mercado de São José, no Centro do Recife, e caprichar na quantidade de amendoim e amêndoas. “É só temperar com alho, alecrim e outras ervas que dão sabor”, acrescenta. Para não errar na apresentação, sugere incrementar palitinhos de madeira com tomate cereja e cubos de queijo coalho misturado ao molho pesto.

“Também é fácil preparar wrap com a massa do Rap 10. É só enrolar com presunto e pasta de ricota. Isso sem falar na brusqueta de queijo brie maçaricado. Esse não é um dos mais baratos, mas é possível encontrar a peça no preço médio de R$ 16”, revela o chef. Na linha democrática, uma travessa de quiche não faz feio entre os convidados. À base de ovo e creme de leite, rende como poucas receitas.


Cardápio ideal

Com tantas possibilidades de menu, fica até difícil escolher os pratos que farão as honras do encontro. Na dúvida, a chef Miau Caldas sugere optar pelo frescor de pedidas como sunomono e ceviche. Ótimos para servir de entrada. “Como a gente mora no Nordeste e convive com esse calor de sempre, é bom ficar atento a isso. Vale fazer também uma maionese com batata-doce e mostarda, um salpicão com frango defumado”, diz ela, antes de apontar pães, torradas e grissinis, além das elegantes tábuas de frios.

Por falar nesse clássico, que reúne queijos e embutidos em tábua de madeira, o preço dos ingredientes no mercado pode assustar no primeiro momento. Assim, a ideia é apostar em variedade no lugar de quantidade. “Vou colocar mais opções de defumados, como peito de frango, rosbife, além de frutas como uva, morango, pitaia e gomos de laranja e limão, sem falar nas frutas secas como damasco, passa”, ensina Miau. Quem quer algo mais encorpado, a dica é um fusilli com tomate cereja, cubos de queijo, rúcula e temperos no azeite.


De gole em gole
Não é porque o anfitrião está abrindo as portas de casa, que ele é obrigado a oferecer tudo à mesa. Isso inclui as opções de bebida para acompanhar o almoço ou jantar. Ainda segundo o chef Leandro Ricardo, é importante disponibilizar uma base alcoólica, como o gin, mas deixar livre para os convidados levarem o que preferir.

Serviço em casa
Se o tempo está mais curto do que o previsto, confira a lista de empresas com serviço
de delivery, pré-produção de cardápio e outras regalias úteis.

Caroles
Serviço: produção de grazing table, brunch, petit comitê e outros serviços
Informações: 99998.9032
Instagram: @querocaroles

Padaria Jaqueira
Serviço: entrega de tábuas com frios, embutidos, torradas e outros (R$ 120/kg)
Informações: 99503.5959
Instagram: @padariajaqueira

Tia Dulce
Serviço: entrega de vinhos e comidinhas para a confra e ceia
Informações: 98496.2769
Instagram: @emporiotiadulce

Anne Aquino
Serviço: produção de grazing table e serviço de personal chef
Informações: 98476.6942
Instagram: @anneaquinochef

Mercearia Pará
Serviço: pratos da culinária paraense feitos sob encomenda
Informações: 99895.4466
Instagram: @merceariapara

Dicas de organização
Pelo arquiteto Alexandre Mesquita

- Fique atento à praticidade: a mesa deve ter tudo o que os convidados precisam,
do guardanapo ao talher e copo
- Tenha cuidado com o excesso de itens descartáveis
-Faça uma arrumação lógica, organizando um canto separado para doces, comidas e
bebidas, de olho no fluxo da casa
-Não há problemas em misturar conjuntos de louças e copos. O mix de peças
pode trazer leveza e tropicalidade

Wrap com queijo e presunto é praticidade à mesa
Wrap com queijo e presunto é praticidade à mesaFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Variedade ajuda a baixar o custo da tábua de queijo
Variedade ajuda a baixar o custo da tábua de queijoFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Anne Aquino: grazing table reúne os melhores beliscos para  a confra
Anne Aquino: grazing table reúne os melhores beliscos para a confraFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: