Shirley Temple é drinque sem álcool popular entre os americanos
Shirley Temple é drinque sem álcool popular entre os americanosFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Ele pode ter coloração de drinque e sair numa taça elegante de vidro. Ainda assim, não há uma gota sequer de álcool. Seria uma pegadinha? Pois saiba que essa é uma bebida para se refrescar no calor, longe da ditadura dos sucos naturais ou águas saborizadas comuns na temporada de verão. É a vez dos mocktails, feitos à base de frutas, xaropes e bastante gelo, colocar luz sobre a tendência mundial da restrição alcoólica.

Mas antes de você torcer o nariz para um produto aceitável na festinha dos mais jovens, lembre que o amigo da vez não bebe. Gestantes também não e menos ainda quem tem medo de sofrer com uma ressaca daquelas. Logo, porque não se manter igualmente sociável, ostentando um truque à altura de uma produção etílica? Para você ter uma ideia, o termo inglês mock pode ser livremente traduzido como imitação, que tende para o visual colorido, estrutura elegante e até certo grau de complexidade no sabor. “Não à toa, uma das apostas para 2020 são os ‘destilados fantasmas’, bebidas que, apesar do processo de destilação, não possuem álcool. Lá fora você já consegue tomar algo próximo de um negroni sem medo de ir ao volante na sequência”, resume o bartender Mauro Melo, que diariamente vê a combinação de abacaxi, limão e soda de gengibre com banana circular aos montes no salão do novo Cais Rooftop, no Bairro do Recife.

Com as técnicas de mixologia, alguns sabores até se aproximam a um drinque convencional. Ainda mais se o nome por trás do balcão for do bartender e mixologista João Morandi, que há quase dez anos acompanha as preferências no ramo da coquetelaria. “No exterior, há quem produza até o chamado ‘nogroni’, em referência ao original negroni, feito com gin e vermute”. O exemplo, segundo ele, desenha uma tendência mundial para o chamado low alcohol. “Nesse caso, notamos a presença mais frequente de vinho e vermute como base. Eles possuem menos álcool e maior complexidade”, acrescenta.

Desafio e tanto para a cultura do “quanto mais, melhor”. Já observou que, para alguns consumidores, pouca vodca no preparo pode insinuar prejuízo? “Existe essa preferência pelos sabores fortes no intuito de não se sentir lesado. E é nesse filão de mercado que a indústria vem atuando para não deixar esse público de fora. A cerveja zero álcool já ganhou seu mercado, agora a tendência vem chegando também ao destilado”, conclui Morandi, adiantando uma fabricação já conhecida entre os ingleses, que a gente conta mais adiante.

Café também refresca
Longe de ser um café que esfriou de um dia para o outro, o cold brew é preparado com água fria, seguindo a técnica de filtragem que evita a oxidação da bebida e preserva os mesmos componentes da versão quente. Não à toa, o pó é deixado em contato com o líquido por um período de 12h a 18h na geladeira. Mas não confunda, esse método é completamente diferente do popular iced coffee, comum em diversas cafeterias, cuja filtragem acontece com água quente e resfriamento feito com gelo.

Das combinações mais eficientes para esse calor está a que recebe gelo e duas rodelas de limão siciliano. Outra opção é ainda acrescentar o leite gelado e adoçar da maneira que quiser. Na dica do mixologista João Morandi, bater uma xícara de espresso com gelo e derramá-lo num copo com limão e água tônica sugere uma combinação que foge do usual.

Há vantagens no kefir
A boa fama do kefir está em alta por um motivo justo: seu caráter funcional. É que além de ser um produto para ser consumido gelado, do jeito que o verão pede, reúne leveduras probióticas úteis à saúde geral do organismo. Entenda o benefício pela melhoria na flora intestinal, fortalecimento do colágeno da pele, controle no índice glicêmico e auxílio ao sistema imunológico, tanto na versão com leite ou água.

Segundo a barista Renata Helena Luz, idealizadora da marca Alive, embora o kefir não seja uma bebida alcoólica, ele tem baixo teor de álcool etílico, em torno de 0,5%. “Na minha produção à base de água, no entanto, o tempo de fermentação é curto e, assim, teoricamente, sem nenhum índice desse tipo”, diz. A solução é preparada com frutose, glicose, ácido cítrico e leveduras, que, após fermentação, produzem um gás que transforma a bebida de suco para refrigerante. “Dando uma sensação levemente frisante e, dependendo do modo de servir, se for num copo com gelo ou misturado ao cold brew, pode potencializar a sensação de frescor”, garante Renata. Nas opções, há kefir de laranja, umbu-cajá, limão e outros.

Conheça o kombucha
As garrafinhas rotuladas de kombucha já estão aos montes no supermercado de orgânicos. Essa queridinha dos americanos, desde a década de 1990, é mais uma substituição ao refrigerante, por também ser um líquido fermentado que oferece benefícios ao intestino. Surge da mistura de chá, como hibisco, mais açúcar que, no final do processo, pode ser saborizada com um suco de fruta. O resultado é uma bebida gaseificada e levemente ácida.

Sabia que...
Pelo lado da experiência , o álcool não faz falta em preparos sugeridos pela destilaria inglesa Seedlip, do grupo Diageo. À base de ervas processadas em alambiques de cobre, a bebida não leva açúcar e segue em expansão na União Europeia e Estados Unidos. A garrafa sai em média por 31 dólares e já há bartenders utilizando em seus coqueteis.

Drinques
Por João Morandi

Shirley Temple

Ingredientes
250ml de refrigerante de limão
50ml de suco de gengibre
50ml de suco de craberry ou de cereja

Preparo
Em um copo alto, coloque bastante gelo, acrescentando aos poucos o refrigerante, sucos de gengibre e cranberry.

Frutas vermelhas

Ingredientes
3 col de chá de geleia de frutas vermelhas
50ml de sumo de limão
100ml de kombucha

Preparo
Em uma taça de vinho branco, coloque bastante gelo, acrescentando primeiro a geleia de frutas vermelhas, sumo de limão e kombucha.

Café gelado

Ingredientes
30ml de café espresso (ou cold brew) batido com gelo
150ml de água tônica
1 rodela de limão siciliano

Preparo
Em copo longo, coloque bastante gelo, acrescentando os ingredientes acima e deixando o café gelado por último.

Maracujá

Ingredientes
4 col de sopa da polpa de maracujá batida com 2 col de mel de abelha
Água de coco até completar

Preparo
Numa garrafa pequena, adicione o gelo e os ingredientes acima. Misture.

Shirley Temple é drinque sem álcool popular entre os americanos
Shirley Temple é drinque sem álcool popular entre os americanosFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Café gelado para refrescar no calor
Café gelado para refrescar no calorFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Maracujá é ingrediente tropical para o verão
Maracujá é ingrediente tropical para o verãoFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: