molho, lavagem de hortifruti continua em água corrente
molho, lavagem de hortifruti continua em água correnteFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Na hora de ir ao supermercado, os cuidados com o novo coronavírus não devem se limitar ao distanciamento social, uso de máscara e limpeza frequente das mãos. Isso não basta. Os produtos retirados das gôndolas precisam receber a mesma atenção no exato momento em que chegam em casa em meio a tanto plástico e papelão. Entre um processo e outro de higienização, tão novo na rotina doméstica de muita gente, será que não está faltando algo que ainda possa dar brecha à contaminação?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há comprovação científica sobre transmissão da Covid-19 através dos alimentos. O que pode acontecer é o transporte do vírus pela sua superfície. Se alguém contaminado tocou numa embalagem de feijão ou escolheu uma das frutas que outra pessoa leva para casa, por exemplo, eis a grande chance de contágio.


Setorização
O primeiro passo é reservar dois espaços na casa. Um deles dedicado à higienização das compras e o outro para a acomodação desses produtos já limpos. De acordo com o infectologista do Imip, Gabriel Serrano, o local deve estar limpo antes, durante e depois do procedimento. Assim, como na frequente lavagem das mãos.

Leia também:
Nutrição: mandioca é saúde no prato do dia a dia
Nutrição Comportamental

Embalagens
Quando for às compras, escolha embalagens fáceis de desinfetar. “A sacola plástica deve ser descartada na hora. Caso queira reutilizar, lave com sabão ou solução com água sanitária. Por garantia, espere uma semana para aproveitar”, sugere Serrano. Embalagens de arroz, feijão e macarrão, por exemplo, também devem passar pelo mesmo processo antes de serem guardados.

Hortifrutis
Segundo a nutricionista especialista em Segurança Alimentar, Gersika Silva, vale seguir a Nota Técnica nº 18/2020 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre as práticas de higiene. “Algumas medidas a serem tomadas é a utilização de uma mistura de água potável e água sanitária 2,0% a 2,5% p/p (indicado no rótulo). Sendo para cada 1L de água, 1 colher de água sanitária, mantendo as frutas e verduras imersas por 15 minutos. Depois disso, realizar o enxague em água corrente. Não esqueça de higienizar as mãos antes e depois do procedimento de higiene dos alimentos”, alerta a especialista.

Raízes
Alimentos como batata-doce, macaxeira e inhame tendem a umeder durante a higienização. Por isso, segundo Gabriel Serrano, vale passar uma esponja limpa com água e sabão e, depois de enxaguar, secar com um pano também limpo.

Balcão
A sugestão é por um espaço que tenha água corrente por perto. Seja qual for o balcão, ele deve ser higienizado principalmente no final. Neste caso, vale usar álcool 70% ou mesmo a solução com água sanitária.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: