Agnaldo Timóteo está de volta aos palcos e se apresenta nesta sexta (6) no Manhattan
Agnaldo Timóteo está de volta aos palcos e se apresenta nesta sexta (6) no ManhattanFoto: Divulgação

Agnaldo Timóteo está de volta, e com direito a cantorias e risos sarcásticos sobre sua 'quase morte', depois de dois meses hospitalizado em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que o acometeu no último mês de maio. De acordo com ele, a "barra foi pesada" e os "quilos de remédios" que precisa tomar o deixam chateado, mas nada como um retorno aos palcos para dispersá-lo dessas agruras, ainda mais se for sob aplausos efusivos que deve receber no show que fará esta noite no Manhattan Café Theatro, em Boa Viagem, a partir das 21h.

"Terei o privilégio e a honra de estar em minha maravilhosa Recife, mais uma vez", enfatizou um dos pesos pesados da música romântica brasileira em conversa por telefone com a Folha de Pernambuco, diretamente da casa de sua irmã Maria Timóteo, a Du Carmo, no Rio de Janeiro.

Leia também:
Reverbo: três dias de 'ocupação' na Torre Malakoff
Música, dança, teatro e cinema em Mostra do Sesc

A apresentação consolida a recuperação do cantor mineiro, que trará releituras de clássicos de nomes como Dalva de Oliveira, Nelson Gonçalves, Altemar Dutra e Cauby Peixoto. "São 54 anos de carreira e 74 discos gravados. É uma dádiva tudo isso. Estou firme e forte, a voz não mudou. Vamos cantar?" E ele cantou mesmo: "Tu passas pela rua, e a vida continua e em mim também" foi o trecho entoado por Timóteo para falar da canção "E A Vida Continua" (Evaldo Gouveia e Jair Amorim), como uma das novidades do repertório que trará para o Recife. Daqui ele segue com agenda cheia para outras cidades Brasil afora, participa de programas televisivos e dessa forma, aos poucos, retoma a rotina que já lhe era saudosa.

"Foram 200 dias sem trabalhar. Será uma bela surpresa, porque as pessoas vão gostar de me ver com 26 Kg a menos, magrinho e de cabelos pretos. Estou vivo, sem nenhuma restrição à carreira e sem recomendação que mereça atenção especial", alegra-se ele ao ser questionado sobre eventuais aconselhamentos médicos para os shows. "O que quero é uma cadeira para me movimentar melhor no palco, só isso".

Sem modéstia, Agnaldo Timóteo se envaidece da trajetória percorrida no decorrer de décadas dedicadas à música, mas é ao falar sobre a vida que ele respira fundo e atribui ao Divino o seu restabelecimento. "O que aconteceu comigo foi um milagre. Os médicos já haviam conversado com a minha família, porque eu tinha algo em torno de 5% de chance de recuperação", conta ele para em seguida, sob risos em tom sarcástico, afirmar para si mesmo que "Agnaldo Timóteo está de volta. E a vida continua".

Serviço
Agnaldo Timóteo no Manhattan (Rua Francisco da Cunha, 881, Boa Viagem)
Sexta (6), a partir das 21h
R$ 100
Informações: 3325.3372





veja também

comentários

comece o dia bem informado: