Cena de "A presepada"
Cena de "A presepada"Foto: Divulgação

A programação de fim de ano já é uma tradição na TV brasileira. Buscando regionalizar esse conteúdo, a Globo preparou especiais regionais inéditos para serem exibidos em afiliadas de quatro estados diferentes. Em Pernambuco, a Globo Nordeste transmite o telefilme "A Presepada", neste sábado, às 15h. Realizada por uma equipe inteiramente pernambucana, a produção leva para a telinha referências da identidade cultural nordestina, com uma história que envolve humor e romance.

Produzido pela ZQuatro Studio, "A Presepada" conta com roteiro de Cadu Pereiva e direção de Rodrigo César. A trama tem como personagem central o trambiqueiro Hiltinho (Tay Lopez). Fugindo de sua cidade, após dar um golpe, ele assume a identidade de um padre que seguia como novato para uma igreja na fictícia Belém de Nazaré. Para ajudar a paróquia a sair de uma crise financeira, ele mobiliza a cidade na organização de uma cantata natalina e de um presépio. De quebra, acaba se apaixonando por Elaine (Camila Bastos), filha do prefeito (Zé Ramos).

"Eu busquei trabalhar os arquétipos presentes no presépio e os personagens que estão enraizados na cultura popular nordestina, como o bêbado e o cantador", afirma Cadu Pereiva, que classifica o roteiro como uma história de redenção. "Diante do mundo que estamos vivendo, queria mostrar a importância da verdade e do amor. São coisas das quais precisamos não só no Natal, mas em todas as épocas do ano", aponta.

Leia também:
Cine Pin’Ar exibe filmes na piscina no Recife com debate de historiador de arte francês
Marcelo Brennand grava 'Curral', seu próximo filme, em Gravatá
Globoplay: cem séries internacionais até o final do próximo ano


O projeto foi selecionado entre mais de 40 propostas enviadas ao canal de televisão. As filmagens ocorreram ao longo de sete dias, no mês de outubro, nas cidades de Paudalho e Carpina, na Zona da Mata Norte do Estado. De acordo com Rodrigo César, as gravações foram realizadas com equipamentos utilizados no cinema, dando à produção um visual cinematográfico.

"Nós unimos três segmentos narrativos: live action, animação e musical. Tudo isso precisa casar muito bem, de uma maneira que ajude a contar essa história", aponta o diretor. O poeta, cantador, cordelista e violeiro Adiel Luna faz uma participação como um repentista cego, cuja cantoria entrelaça boa parte das cenas. Já o ilustrador Lehi Henri, desta Folha de Pernambuco, assina as animações de xilogravuras que surgem ao longo do filme.

Outros especiais também vão ao ar na Globo Minas, Globo Brasília e TV Verdes Mares, do Ceará. Realizado em parceria com a Globo Filmes, o projeto conta consultoria dos diretores José Alvarenga Jr. e Luiz Henrique Rios. "Acho uma iniciativa importante, porque movimenta o mercado local. Além disso, a ideia é que as pessoas possam se reconhecer na tela, ouvindo seu próprio sotaque", defende Rodrigo. 

Após a exibição em Pernambuco, "A Presepada" deve entrar no catálogo do serviço de streaming Globoplay, ficando disponível para ser assistida no restante do Brasil e outros países.

Cena de "A presepada"
Cena de "A presepada"Foto: Divulgação
Cena de "A presepada"
Cena de "A presepada"Foto: Divulgação
Cena de "A presepada"
Cena de "A presepada"Foto: Divulgação

veja também

comentários

comece o dia bem informado: