A caminho do Brasil, novo Kia Cerato surge maior nos EUA

Detroit exibe a nova geração do modelo, que se chama Forte no mercado americano

Kia ForteKia Forte - Foto: Bill Pugliano/Getty Images/AFP

O Kia Cerato teve seus dias de glória no mercado brasileiro na época em que o dólar estava na casa de R$ 2 e não havia sobretaxa a importados.

O sedã sul-coreano quase caiu no esquecimento durante o período em que vigorou o sistema de cotas, com sobretaxa de 30% no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em veículos estrangeiros que excedem os volumes estipulados no programa Inovar-Auto.

Com o término do programa e da cobrança extra, o carro tem uma nova chance no Brasil.

Detroit exibe a nova geração do modelo, que se chama Forte no mercado americano. O sedã está 8 cm maior e com um novo câmbio automático, do tipo CVT.

A tela monocromática de antes é substituída por um monitor multimídia de oito polegadas. Há bom espaço no banco traseiro, que tem forração de couro preto nos modelos em exibição.

A versão exibida nos EUA tem motor 2.0 com cerca de 150 cv. Os modelos que foram vendidos no Brasil eram 1.6 flex.

A Kia já anunciou um plano de investimentos de R$ 165 milhões no Brasil ao longo de 2018, com lançamento de novos modelos. O Cerato 2019 deve chegar no fim do ano.

Veja também

Agronegócio ajudou a segurar PIB durante a pandemia, diz ministra
Brasil

Agronegócio ajudou a segurar PIB durante a pandemia, diz ministra

Dólar sobe mais de 1% e fecha em R$ 5,42 com receios no mercado
BOLSA DE VALORES

Dólar sobe mais de 1% e fecha em R$ 5,42 com receios no mercado