Pernambuco

A partir de segunda (26), 23 municípios do Agreste e do Sertão poderão ampliar serviços

Coletiva de imprensa realizada pelo Governo do EstadoColetiva de imprensa realizada pelo Governo do Estado - Foto: Divulgação

A partir da próxima segunda-feira (26), as Gerências Regionais de Saúde (Geres) IX e X, respectivamente com sedes em Ouricuri e Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco, vão ter permissão para abertura de parques de diversões, temáticos e similares. 

Essas regiões, que reúnem 23 municípios do Sertão, ingressam na Etapa 10 do Plano de Convivência com a Covid-19. A fase permite ainda uma ampliação da capacidade do setor de eventos, que poderá funcionar com 50% da capacidade ou, no máximo, 300 pessoas. 

O anúncio foi feito pelo Governo do Estado em coletiva remota realizada na tarde desta quinta-feira (22). Com o avanço das duas Geres, todo o estado de Pernambuco se encontra na mesma etapa do Plano de Convivência.

A partir do dia 3 de novembro, a expectativa do governo é que o Estado ingresse na Etapa 11, chegando ao que é chamado de “novo normal”, com todas as atividades econômicas autorizadas a funcionar, mas respeitando protocolos gerais e específicos na sua atuação. 
 

Nesta fase 10, os parques de diversões poderão funcionar com 50% da capacidade de público, distanciamento social de um metro e meio nas áreas comuns e de 1 metro entre as pessoas dentro dos brinquedos. Será obrigatória também a higienização de todos os equipamentos após a utilização. 

A Etapa 10 tem também como novidade a ampliação da capacidade de lotação para 50% em cinemas e teatros. Fica autorizada a venda e o consumo de alimentos e bebidas, como pipocas e refrigerantes, dentro das salas de exibição nas cidades autorizadas. 

Para os eventos corporativos, culturais e sociais, a capacidade foi aumentada para até 300 pessoas ou 50% da capacidade do espaço (o que for menor). Apesar do aumento, o limite de horário permanece o mesmo, das 6h até a meia-noite. 

Os protocolos de segurança, higiene, comunicação e monitoramento de cada setor, já foram divulgados pelo Governo do Estado, por meio do site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, os avanços representam os números favoráveis da pandemia em Pernambuco, com redução de casos e mortes. 

“Estamos entrando da 43ª semana epidemiológica e os números se mantem em queda e podemos validar o avanço para a Etapa 10 das geres de Ouricuri e Afogados da Ingazeira. Estamos conseguindo implantar o plano, com protocolos gerias e específicos, dando possibilidade de voltar, gerar renda, mas com cuidado, para evitar a proliferação do coronavírus”, disse. 

Schwambach aponta também que o Estado deve ingressar no próximo mês a “Fase Azul”, chamada de “Novo Normal”. “Essa é a fase onde todos as atividades econômicas estão permitidas a funcionar, mas com protocolos seguidos a risca. Nesse novo normal, vamos continuar a dialogar com setores produtivos e fazendo ajustes nas cargas, como capacidade, horário, mas sempre de acordo com dados da pandemia”, destacou. 

O secretário Estadual de Saúde, André Longo, afirmou que apesar dos indicadores favoráveis, é importante o respeito aos protocolos. “Os bons indicadores não nos permitem abrir mão dos protocolos, do distanciamento, do uso de máscara, a doença não acabou, o vírus continua entre nós”, contou. 

Veja também

Brasileiros acreditam em inflação de 4,8% nos próximos 12 meses
Economia

Brasileiros acreditam em inflação de 4,8% nos próximos 12 meses

Lei sobre Internet das Coisas pode gerar milhões de empregos, diz Ministério das Comunicações
Brasil

Lei sobre Internet das Coisas pode gerar milhões de empregos, diz Ministério das Comunicações