Coronavírus

Confira os protocolos para a reabertura das academias de ginástica

Academia Oka Gym anuncia que reabrirá a partir do dia 20 de julhoAcademia Oka Gym anuncia que reabrirá a partir do dia 20 de julho - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Depois de mais de 120 dias fechadas, as academias de ginástica e estabelecimentos similares estarão autorizadas a reabrirem em algumas regiões de Pernambuco a partir da próxima segunda-feira, 20 de julho. Para isso, o Governo de Pernambuco, juntamente com representantes do setor das academias, montaram um protocolo com regras a serem seguidas pelos estabelecimentos, alunos e professores neste retorno. Essa será a Etapa 6 do Plano de Convivência com a Covid-19, que reabre gradualmente as atividades econômicas no Estado. O setor de serviços de alimentação também reabrirá na segunda-feira.

A Etapa 6 está autorizada pelo governo a retomarem em municípios que apresentaram melhor resultado na curva de contágio da Covid-19. Estarão na lista 72 cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR), Zonas da Mata Sul e Mata Norte. Ontem, a região do Agreste passou da Etapa 2 para a Etapa 4. A região do Sertão se mantém na Etapa 4.

Dividido em regras de distanciamento social, higiene e comunicação e monitoramento, o protocolo das academias estabelece a ocupação simultânea de um aluno a cada 10 metros quadrados nas áreas de treino, piscina e vestiário. O uso de máscara será obrigatório, inclusive durante as atividades. A academia deverá disponibilizar álcool a 70% para higienização das mãos dos alunos, além de ter que fechar cada área duas a três vezes ao dia, por pelo menos 30 minutos, para a limpeza geral e desinfecção dos ambientes durante seu funcionamento.

De acordo com a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Maíra Fischer, a expectativa é que todos cumpram os protocolos. "Vai ter fiscalização do Procon, da Vigilância Sanitária e de uma série de órgãos que vai estar atuando. Esperamos o cumprimento dessas medidas para não prejudicar o contágio e comprometer o avanço no plano de retomada as atividades", comentou Maíra, ao complementar que o protocolo foi feito por um conjunto de representantes do segmento de forma fácil para que todos os estabelecimentos, independente do porte, possam cumprir. 

Um dos representantes do setor que participaram da construção dos protocolos foi o presidente do Conselho Regional de Educação Física em Pernambuco, Lúcio Beltrão. Segundo ele, o segmento teve prejuízo grande com os 125 dias que ficarão parados até a segunda-feira. "Foi um prejuízo grande, de maneira geral. Muitas academias em Pernambuco fecharam as portas ou negociaram com alunos a suspensão de algumas cobranças para não cancelarem os planos. Agora temos um protocolo para funcionamento em que as próprias academias já comentaram que irão fiscalizar o cumprimento dos alunos, sob pena de descumprimento de contrato ou cobrança de multa", comentou Beltrão.

Arte/Folha de Pernambuco

Veja também

Governo prepara MP para pagar 100 milhões de doses da vacina de Oxford
Coronavírus

Brasil deve pagar 100 milhões de doses da vacina de Oxford

Lucro do Itaú cai pela metade no 2º tri com novo aumento de reserva contra calote
bancos

Lucro do Itaú cai pela metade no 2º tri com novo aumento de reserva contra calote