Ação para micro e pequenas empresas

Campanha do Sebrae tenta massificar data focada nos pequenos negócios

Carol LevyCarol Levy - Foto: Divulgação

 

Já são mais de 337,7 mil pequenos negócios em Pernambuco, o que representa 27% do Produto Interno Bruto (PIB). Em todo o Estado, 98% do total de empresa faturam R$ 3,6 milhões e geram cerca de 48% dos empregos formais. Nacionalmente, esse último percentual pula para 57%. Não há dúvida que os peque­nos empreendedores estão tendo uma importância crescente na economia tanto dos munícios e estados, como do Brasil.

E, para fazer jus a esse valor e incentivar o consumidor a comprar do pequeno, o Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa do Estado (Sebrae-PE) fez uma campanha “Com­pre do Pequeno Negócio” chamando para a próxima quarta-feira.
Neste dia, quando será comemorado o Dia da Micro e Pequena Empresa (MPE), promoções e ofertas especiais devem marcar a data nas lojas. O objetivo é conscientizar e estimular o consumidor a comprar dos pequenos negócios. “Todo mundo sai ganhando. O consumidor tem a vantagem de comprar perto e, muitas vezes, mais barato.

Além de ajudar o próprio bairro a crescer “, explica o diretor do Sebrae-PE, Oswaldo Ramos. Ele acrescenta: “Esperamos que o dia se torne uma data para o varejo. Assim como outras datas marcantes, como o Dia das Crianças, dos Pais e das Mães”.
A Gordinha Doces, loja de Casa Amarela - Zona Norte, aderiu à ideia. A empreendedora e dona do pequeno negócio, Ana Maria Cavalcanti, diz que o grande diferencial das MPEs é que o cliente é atendido diretamente pelo dono e, além de dar mais confiança, aproxima a relação. Ao falar de valores, ela comenta que sua melhor época de vendas é o primeiro trimestre - por cau­sa da Páscoa. No entanto, tem mais expectativas para este. “A partir de agora, estamos na expectativa de ter uns 20% de crescimento. Isso porque esperamos que a proposta de mudança de hábito do consumidor se concretize com a ação”, pontua. Ana Maria conta que vai pensar em ofertas diferenciadas para o dia e já adianta que, até o final do ano, serão lançados novos produtos.
O bar Vaporetto, situado no bairro de Casa Forte - Zona Norte, também é um dos estabelecimentos que participam do movimento. O empresário e dono do bar, Eduardo Freyre, conta que este é o segundo ano que participa e que a ação só traz benefícios. “O fluxo de gente aumentou cerca de 4% no ano passado. Já neste ano, por causa da crise, não esperamos aumento. Mas acreditamos que o resultado se mantenha”, comenta. Para ter noção, até fardamento temático da data para os funcionários foi elaborado pelo bar.

Freyre antecipa que fará algumas promoções em parceria com cervejarias.

 

Veja também

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
Economia

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
Economia

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores