REDE SOCIAL

Acionistas do Twitter se reúnem nesta quarta-feira em meio a incertezas sobre compra por Musk

Assembleia não terá poder de vetar ou aprovar negócio, mas discussões podem influenciar decisão. Ações da empresa já estão 34% abaixo do preço oferecido por Musk

Elon Musk é o homem mais rico do mundoElon Musk é o homem mais rico do mundo - Foto: Reprodução/Instagram

O Twitter vai enfrentar acionistas céticos nesta quarta-feira durante sua reunião anual, uma vez que permanecem dúvidas sobre se a empresa de mídia social concluirá ou não o acordo para ser adquirida pelo bilionário Elon Musk pelo preço acordado.

O executivo-chefe da Tesla tuitou em 13 de maio que a aquisição de US$ 44 bilhões estava "temporariamente suspensa", enquanto ele buscava mais informações sobre a proporção de contas falsas no Twitter.

A empresa disse na semana passada que continua comprometida com o acordo pelo preço acordado. No entanto, os investidores não pareceram convencidos, já que as ações do Twitter fecharam na terça-feira em US$ 35,76, representando um desconto de 34% em relação ao preço de US$ 54,20 por ação.

Embora a reunião anual virtual inclua uma sessão de perguntas e respostas nesta quarta-feira, um porta-voz do Twitter disse que a empresa não responderá a perguntas relacionadas a negócios.
 

Os investidores do Twitter devem votar em cinco propostas de acionistas, todas contra a administração, que incluem pedir à empresa que produza um relatório sobre seu impacto nos direitos civis e outro sobre suas atividades de lobby.

A reunião em si não será "particularmente relevante" para o acordo a ser adquirido por Musk, disse Donna Hitscherich, professora de finanças da Columbia Business School.

Mesmo que os acionistas aprovem qualquer uma das propostas, ela não será vinculativa, disse ela.

Veja também

Com crise na Argentina, fabricantes de calçados no Brasil já cancelam vendas
Economia

Com crise na Argentina, fabricantes de calçados no Brasil já cancelam vendas

5G começou com velocidade oscilante em Brasília e pode atrasar em Manaus e Belém
BRASIL

5G começou com velocidade oscilante em Brasília e pode atrasar em Manaus e Belém