espaço

Ações da Virgin Galactic disparam 40% após empresa marcar 1º voo comercial para o espaço

No Galactic 01, estarão pesquisadores da Força Aérea Italiana. Decolagem abrirá caminho para que turistas que compraram passagens a preços estratosféricos embarquem nas próximas missões

Interior de um dos modelos de aeroaves espaciais da Virgin Galactic, a VSS Unity Interior de um dos modelos de aeroaves espaciais da Virgin Galactic, a VSS Unity  - Foto: Virgin Galactic / Divulgação

As ações da Virgin Galactic, empresa de turismo espacial de Richard Branson, dispararam 40% nesta sexta-feira (16) antes da abertura dos mercados em Nova York após a companhia anunciar, na véspera, que já tem data marcada para seu primeiro voo comercial de passageiros: 27 de junho.

O voo, chamado Galactic 01, incluirá pesquisadores da Força Aérea Italiana e do Conselho Nacional de Pesquisa da Itália. E marcará o início das operações comerciais da Virgin Galactic, após inúmeros atrasos, abrindo caminho para que as centenas de turistas que já compraram passagens por preços estratosféricos possam finalmente voar nas naves da empresa.

A empresa tem como meta uma janela de voo entre 27 e 30 de junho e voará com seu avião espacial VSS Unity para fora do Spaceport America, no Novo México. A tripulação do Galactic 01 conduzirá experimentos no ambiente de microgravidade do espaço, disse a Virgin Galactic.

Assim que a missão estiver concluída, a Virgin Galactic planeja segui-la com um segundo voo comercial, Galactic 02, no início de agosto. A empresa disse que espera realizar missões mensais daqui para frente.

A Virgin Galactic não anunciou a tripulação da Galactic 02, mas deu a entender que o voo poderá finalmente transportar turistas que fizeram depósitos iniciais em assentos anos atrás.

A estreia comercial “abrirá as portas” para as cerca de 800 pessoas que já se inscreveram para os assentos, um grupo que representa 66 países, disse o CEO Michael Colglazier em comunicado.

A Virgin Galactic retornou recentemente aos voos espaciais depois de quase dois anos com um voo de teste chamado Unity 25, que enviou seis funcionários da empresa para o limite do espaço e voltou. O voo permitiu que a empresa fizesse uma avaliação final do "sistema completo de voos espaciais e da experiência dos astronautas" antes dos voos comerciais, disse a empresa.

A empresa havia planejado operações comerciais desde que levou Branson, seu fundador, ao espaço em julho de 2021, mas adiou repetidamente o início à medida que atualizava seus veículos de voo. Até o momento, a Virgin Galactic levou o VSS Unity ao espaço e voltou cinco vezes.

Veja também

Lula: Não tenho medo de reitor; quero ter relação mais democrática possível
Lula

Lula: Não tenho medo de reitor; quero ter relação mais democrática possível

Starlink mini: serviço de internet de Elon Musk lança antena portátil
Elon Musk

Starlink mini: serviço de internet de Elon Musk lança antena portátil

Newsletter