ACP e “Made In Pernambuco” – Uma realidade em 2018

Vamos vestir esta bandeira?

Rainier Michael, Cônsul da EslovêniaRainier Michael, Cônsul da Eslovênia - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A Associação Comercial de Pernambuco - ACP, a segunda associação mais antiga do país, fundada em 1836, agraciada com o título de Instituição Beneficente por decreto do governo imperial, em 14 de agosto de 1854, com seus mais de 180 anos de história de protagonismo e pioneirismo, acaba de organizar uma Comissão que objetiva a Valorização dos Produtos Pernambucanos.

“O tempo é o maior inovador”.
                            - Francis Bacon

A ACP, atualmente presidida pelo empresário Pernambucano Luíz Alberto Carneiro, estará conduzindo junto com a comissão, as ações e projetos relacionados às empresas, entidades, produtos, produção cultural, artes e tudo que tenha o “DNA” de Pernambuco.

“Inovação distingue entre um líder e um seguidor”.
                              - Steve Jobs

O objetivo principal deste movimento é agregar forças para fortalecermos, de forma conjunta e estratégica, a imagem de Pernambuco no Brasil e Exterior. Dentro da estratégia que será desenvolvida, estão programados simpósios, apresentações, demonstrações e atrações sempre envolvendo e valorizando o prédio histórico, o Palacete da ACP localizado no Marco Zero, destacando sua história de realizações ao longo destes quase 200 anos de existência em favor de Pernambuco.

Um dos pilares da comissão será a aproximação da ACP com a rede consular presente no estado, para a apresentação das potencialidades, objetivando o comércio bilateral. Em 27 de Outubro de 2018, escrevi na coluna Diplomacia Econômica: Pernambuco tem todas as condições para implantar um projeto pioneiro “Made In Pernambuco”, já temos carros produzidos pela JEEP em Goiana, rodando mundo à fora com a última tecnologia e, ainda esta semana, foi noticiada a implantação da quarta unidade fabril da Tramontina.

Vamos vestir esta bandeira? MADE IN PERNAMBUCO! YES!
Precisamos aproveitar as expectativas positivas de crescimento econômico, projetados pelo mercado, que está em 3,81%, após três anos seguidos de recessão, e preparar Pernambuco para um crescimento sustentável, promovendo real desenvolvimento econômico e social.

Quer participar com sugestões e com o seu produto?
Entre em contato com Fábio Saboya – Membro do Comissão Valorização do Produto Pernambucano através do e-mail: [email protected]

*Empresário há 35 anos, Rainier Michael tem ampla experiência em trocas internacionais. O trabalho realizado por ele junto ao consulado esloveno, e designado “Diplomacia Econômica”, interpreta sob uma visão humana o desenvolvimento e o crescimento do Nordeste. Paulista de nascença, Michael se mudou para Pernambuco há dez anos, quando seus negócios no Estado cresceram de forma a tornar indispensável sua presença aqui. Seu comparecimento nos mercados pernambucanos, entretanto, é mais antigo do que isso. Antes de assumir o consulado, já era representante da Sociedade Brasil-Alemanha no Nordeste. É destacável, também, sua atuação enquanto presidente do Rotary Club Recife. ([email protected])

* A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados
Bancos

Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz