Aeroporto do Recife: clima é tranquilo, mesmo com cancelamentos da Avianca

Companhia aérea está oferecendo hospedagem e alimentação aos passageiros afetados pelos cancelamentos, como determina a lei

O professor Aloísio Lopes e a família aguardam um voo para SalvadorO professor Aloísio Lopes e a família aguardam um voo para Salvador - Foto: Jose Britto / Folha de Pernambuco

A Avianca segue cancelando oito voos por dia no Aeroporto do Recife. Mesmo assim, o clima já não é mais de tumulto no terminal nesta quarta-feira (1º), mesmo com o feriado do Dia do Trabalhador. É que, diante da pressão do Procon Pernambuco, que montou uma operação especial para atender os passageiros prejudicados pelos cancelamentos, a companhia aérea está oferecendo alimentação e hospedagem aos consumidores afetados, como manda a lei.

Leia também:
Avianca já cancelou 450 voos em Pernambuco
Avianca vai operar só em quatro aeroportos a partir de 29 de abril


Esperando há mais de 24 horas um voo para voltar a Salvador, o professor Aloísio Lopes contou que a companhia levou todos os passageiros desse voo para um hotel para evitar transtornos no aeroporto. Aloísio e a família, porém, preferiram ficar no terminal para tentar agilizar o embarque. “Minha esposa já teve que cancelar todos os pacientes. O prejuízo financeiro tem sido considerável”, explicou o professor, que até cogitou a possibilidade de comprar novas passagens, mas desistiu diante dos preços das outras companhias. Ele explica que gastou R$ 1,4 mil para vir do Salvador ao Recife com a esposa e os dois filhos, mas hoje teria que pagar cerca de R$ 1 mil para cada integrante da família voltar para casa. “Está muito caro. Por isso estamos aguardando um retorno da Avianca”, afirmou.

Gerente de fiscalização do Procon Pernambuco, Danyelle Sena explica que os passageiros que tiveram os voos cancelados devem ser realocados em voos de outras companhias. Mas, como a oferta para alguns destinos não é grande, isso às vezes pode demorar até 48 horas. Nesse período, os consumidores devem receber acesso a comunicação, alimentação e hospedagem. “A Avianca só não está oferecendo o translado do aeroporto para o hotel. Eles alegam que não têm recursos para isso. Mas nós estamos atuando caso o consumidor não possa arcar com essa despesa”, diz Danyelle.

Os funcionários da Avianca não falaram com a reportagem sobre o assunto ontem, mas, em nota, a companhia vem afirmando que está trabalhando para reduzir os impactos da recuperação judicial e que atualiza diariamente a lista de voos cancelados no seu site. Com apenas seis aeronaves, a companhia também já anunciou o fim das operações nos aeroportos do Recife e de Petrolina.

Veja também

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano
VEÍCULOS

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo
Tecnologia e Games

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo