mansões

Além do Palácio de Mármore: conheça as mansões mais caras do mundo; fotos

Propriedades de valor bilionário incluem, por exemplo, a residência oficial da monarquia britânica, a casa do homem mais rico da Índia, o imóvel icônico de Pierre Cardin, entre outras

Com arquiteto Antti Lovag, Pierre Cardin transformou o Palais Bulles em edifício icônico Com arquiteto Antti Lovag, Pierre Cardin transformou o Palais Bulles em edifício icônico  - Foto: Divulgação/palaisbulles.com

O "Palácio Mármore" foi colocado à venda em Dubai, anunciou a corretora Luxhabitat Sotheby's International Realty na quinta-feira (15). É a mansão mais cara em Dubai à disposição de compradores, que precisarão desembolsar 750 milhões de dihams (o equivalente a R$ 984 milhões, na cotação atual) para adquirir a propriedade de 6.503 metros quadrados. Inspirada no Palácio de Versalhes, na França, a construção conta com cinco quartos; duas piscinas (uma delas, interna); garagem para 15 carros; dois domos; e detalhes revestidos com 700 mil folhas de ouro.

Segundo a Luxhabitat Sotheby's International Realty, a suíte principal da mansão tem 372 m² e fica num dos bairros mais luxuosos de Dubai — Emirates Hills.

Com 400 peças de coleção de arte do atual dono, como estátuas e pinturas, a mansão se insere no rol das mansões mais caras do mundo. Veja abaixo outras propriedades que estão na lista das mais valiosas do planeta.

Buckingham Palace - R$ 23 bilhões
Em meados de 2022, a McCarthy Stone, empresa que administra imóveis para aposentados endinheirados, estimou que o Palácio de Buckingham custaria 1,3 bilhões de libras – ou R$ 7,9 bilhões – se estivesse à venda. Mas veículos especializados no mercado imobiliário, como a revista "Luxe Digital", afirmam que a propriedade pode chegar a US$ 4,9 bilhões (R$ 23,6 bilhões).

Os palácios reais não são propriedade privada da Casa de Windsor. São de propriedade do Reino Unido e cedidos à família real. Dos seus 775 cômodos, 240 são quartos, 92 são escritórios e 78 são banheiros. Além disso, a propriedade tem 19 salas voltadas para compromissos de Estado e 16 hectares de jardins espalhados por 77 mil metros quadrados. É uma das maiores mansões do mundo.

Antilla - R$ 9,6 bilhões
Se a lista contasse apenas com propriedades particulares, a de Mukesh Ambani, a pessoa mais rica da Índia, seria a mais valiosa. Antilla é avaliada em US$ 2 bilhões (o equivalente a R$ 9,6 bilhões) e batizada em homenagem a uma ilha do Atlântico. A mansão fica a 27 andares de altura, num prédio num dos bairros mais luxuosos de Mumbai.

O edifício de 37 mil metros quadrados tem seis níveis subterrâneos de garagem, três heliportos e um posto de saúde com 600 funcionários. A construção foi projetada com elementos tradicionais e naturais e inclui um templo, um spa com piscina coberta, salão de baile, estúdio de ioga e cinema privado.

Villa Leopolda - R$ 3,6 bilhões
Villa Leopolda fica entre duas das cidades litorâneas mais badaladas da Europa: Mônaco e Nice. A propriedade está situada na Riviera Francesa e já pertenceu ao rei Leopoldo II da Bélgica, de Gianni Agnelli, dono da Fiat e à socialite Lily Safra. A brasileira herdou a propriedade quando perdeu o marido, Edward Safra. Com uma área de mais de 7.400 metros quadrados, a residência de luxo contra com 11 quartos, 14 banheiros, piscina, além de jardins com oliveiras e árvores frutíferas.

Ao fim dos anos 2000, Lily Safra decidiu vender o imóvel. O bilionário russo Mikhail Prokhorov chegou a pagar US$ 53 milhões (R$ 255 milhões) para dar início ao negócio, mas, com a crise de 2008, desistiu e perdeu o depósito, que a proprietária acabou doando para caridade. Ela morreu em julho do ano passado. A propriedade foi cenário do filme "Ladrão de Casaca" (1955), de Alfred Hitchcock. A mansão é estimada em US$ 750 milhões (ou R$ 3,6 bilhões).

The One - R$ 679 milhões
Depois de meses de especulação, a propriedade The One Bel Air foi vendida num leilão por US$ 141 milhões (R$ 679 milhões), em março do ano passado. O antigo proprietário, o produtor de cinema Nile Niami, levou dez anos para construir a mansão e precisou vendê-la porque estava endividado.

Richard Saghian, proprietário do negócio de “fast fashion” Fashion Nova, foi o vencedor do leilão da "The One", que pode ser traduzido como “Aquela”, “A Única”, “A Especial”. A propriedade tem 21 quartos e 49 banheiros. Saghian é fã do arquiteto da casa, Paul McClean, segundo o corretor do negócio.

O imóvel fica em Los Angeles, na Califórnia, e tem ampla vista para o Oceano Pacífico. Com área de 9.750 m², incluindo uma suíte master de 500 m², o imóvel possui também campo de golfe, adega para dez mil garrafas, cinema, boate, academia e uma quadra de tênis.

Les Palais Bulles - R$ 1,8 bilhão
O Palais Bulles (ou "Palácio das Bolhas") é um dos imóveis mais icônicos do mundo e tem valor estimado em US$ 385 milhões (ou R$ 1,8 bilhão). A propriedade de luxo fica em Théoule-Sur-Mer, perto de Cannes, e tem arquitetura composta por várias estruturas esféricas e paredes arredondadas. A propriedade foi projetada pelo arquiteto húngaro Antti Lovag e foi morada do falecido estilista Pierre Cardin. Ele comprou o imóvel em 1992 como uma residência de férias e realizou diversos eventos de moda no local. Desde 2020, quando ele morreu, a propriedade está sob gestão de seu conglomerado.

A residência possui dez suítes decoradas por diferentes artistas contemporâneos. Além de quartos, camas e piscinas cilíndricas, a mansão também tem um anfiteatro ao ar livre, com lugar para 500 pessoas e vista para o Mar Mediterrâneo.

Mansão Beyoncé - R$ 993 milhões
Beyoncé e Jay-Z fizeram a segunda maior transação imobiliária da História dos Estados Unidos ao comprarem uma mansão em Malibu, na Califórnia, por US$ 200 milhões (o equivalente a R$ 993 milhões). A residência que agora é de Beyoncé e Jay-Z foi construída para Bill e Maria Bell, um dos maiores colecionadores de arte do mundo.

A propriedade tem mais de 3.700 metros quadrados e demorou 15 anos para ficar pronta. Ela foi transformada numa espécie de galeria de arte para a impressionante coleção do casal Bell. Há quem aposte que os novos moradores façam o mesmo, visto que também têm investido em obras de arte.

A residência em Malibu é obra do japonês Tadao Ando, vencedor, em 1995, do prêmio Pritzker, um dos maiores reconhecimentos da arquitetura. Com um traçado influenciado por Le Cobusier e o tradicionalismo japonês, Ando projetou o Museu de Arte de Chichu, na Ilha de Naoshima, no Japão, e o Centro Roberto Garza Sada de Arte, Arquitetura e Design, em Monterrey, no México.

Beyoncé e Jay-Z fizeram a segunda maior transação imobiliária da história americana ao arrematarem a propriedade, que tem grandes áreas de gramado, salas de estar e piscina com vista para o mar. São duas piscinas externas, uma para natação e outra para espelho d'água. O valor da mansão só perde para a compra de uma cobertura de quatro andares em Nova York pelo investidor Ken Griffin, em 2019, por US$ 238 milhões (mais de R$ 1,1 bilhão).

Veja também

Medida Provisória abre novo crédito extraordinário de R$ 1,253 bilhão para ações no RS
RIO GRANDE DO SUL

Medida Provisória abre novo crédito extraordinário de R$ 1,253 bilhão para ações no RS

Ministério da Agricultura confirma foco de doença de Newcastle em frangos no Rio Grande do Sul
BRASIL

Ministério da Agricultura confirma foco de doença de Newcastle em frangos no Rio Grande do Sul

Newsletter