Pernambuco

Amazon inaugura Centro de Distribuição no Cabo de Santo Agostinho

Centro de Distribuição da Amazon no CaboCentro de Distribuição da Amazon no Cabo - Foto: Divulgação

A Amazon inaugura, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, um novo Centro de Distribuição, que possibilitará a criação de 860 vagas de emprego, entre diretas e indiretas.

Com a inauguração, a empresa já gerou mais de 2 mil vagas em 2021 apenas na área de operações no país, empregando mais de 6,3 mil pessoas no setor, além de outras milhares de vagas temporárias previstas para a Black Friday e Natal.

O CD é a segunda operação da Amazon no Estado. "Com isso, nosso intuito é aumentar a capacidade logística da empresa no País, aumentando a variedade e aproximando os produtos comercializados, melhorando a experiência dos clientes e reduzindo o tempo de entrega em nível nacional, além de gerar emprego e renda para as comunidades em que atuamos" explica Ricardo Pagani, diretor de operações da Amazon no Brasil.

Para o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a operação terá incentivo para geração de emprego e renda.


"Ficamos muito satisfeitos em ver que, cada vez mais, as empresas confiam em Pernambuco para instalar seus negócios. No caso da Amazon, nossa localização estratégica e as condições necessárias para a implementação do centro de distribuição ratificaram nossa vocação para atuar como hub logístico regional. Diante de tantos desafios impostos pela pandemia temos, dentro do nosso Plano Retomada, a certeza de que essas ações são fundamentais para gerar emprego e renda para o povo pernambucano. Seguimos com essa determinação", afirmou o governador.

No total, com a nova operação, a Amazon passa a operar onze centros de distribuição no Brasil: cinco em Cajamar (SP), um em Betim (MG), um em Santa Maria (DF), um em Nova Santa Rita (RS), um em São João de Meriti (Rio de Janeiro) e dois em Cabo de Santo Agostinho (Pernambuco). 

Governador Paulo Câmara em visita ao CD da Amazon em Pernambuco Governador Paulo Câmara em visita ao CD da Amazon em Pernambuco | Foto: Hélia Scheppa/SEI

Diversidade 
A empresa também está comprometida com a diversidade, equidade e inclusão dentro de suas operações. Por isso, possui 13 grupos internos de afinidades, que reúnem funcionários ao redor do mundo para discutir temas socialmente relevantes em um espaço seguro e inclusivo.

Constantemente pensando no bem-estar dos funcionários a empresa espera implementar em todos os Centros de Distribuição do Brasil um sistema de refrigeração por meio de ar-condicionado, visando um maior conforto e um melhor clima para as mais de 6,3 mil pessoas nas operações.

O Centro de Pernambuco, que possui cerca de 41 mil m², equivalente a cinco campos de futebol, já inicia com esta tecnologia - pouco vista em centros de distribuição desta escala no País.

Pandemia
De acordo com a Amazon, as operações no novo prédio levam em conta os protocolos de segurança contra a Covid-19 aplicáveis, com soluções de saúde e segurança permanentes. Desde o início da pandemia, a Amazon colocou o bem-estar e saúde de suas equipes como uma de suas prioridades.

Globalmente, a empresa realizou mais de 150 mudanças em suas operações para ajudar no combate ao Covid-19 e contribuir para a segurança de seus funcionários, como distanciamento social, máscaras, luvas, assim como melhorias de limpeza e processos de higienização, para citar alguns.

Recentemente, a empresa anunciou também a implementação do Programa de Assistência aos Funcionários (EAP), dedicado a ajudar os funcionários e suas famílias com sua saúde emocional.

Veja também

Anac: pesquisa sobre compra de passagens aéreas será encerrada amanhãAviação

Anac: pesquisa sobre compra de passagens aéreas será encerrada amanhã

Os desafios de um mundo digitalPesquisa

Os desafios de um mundo digital