Amazon quer 'espionar' casa de cliente com drones para oferecer publicidade

Patente explicita que a finalidade da coleta de imagens é "gerar recomendações" para os consumidores

Drone Amazon Prime AirDrone Amazon Prime Air - Foto: Divulgação/Amazon

Os drones da Amazon, aposta para agilizar o sistema de entrega de compras da gigante do e-commerce nos Estados Unidos, não devem servir apenas para levar pacotes de um lado para o outro.

Leia também
Dono da Amazon passa Bill Gates e se torna homem mais rico do mundo
Amazon compra supermercados Whole Foods por US$ 13,7 bilhões


De acordo com uma patente registrada nesta terça-feira (25) nos Estados Unidos, os drones também terão tecnologia para espiar o que está acontecendo na casa do cliente, e, com isso, alimentar a base de dados que a Amazon usa para direcionar publicidade e ofertas personalizadas.

O projeto, chamado Amazon Prime Air, permitirá entregas velozes com drones para quem morar perto dos centros de distribuição da companhia e tiver um quintal para receber encomendas, onde os veículos podem aterrissar.

A empresa dá um exemplo de que tipo de coisa seria detectada pela câmera do drone: "um computador do provedor de serviços pode analisar os dados e identificar que o telhado da casa está quebrado e precisa de conserto."

Com essa informação, a Amazon pode sugerir que a pessoa compre uma telha nova, ou contrate um técnico especializado para o reparo. Em outro exemplo, se a câmera flagrar árvores mal cuidadas, a Amazon pode indicar que o cliente contrate um jardineiro ou fertilizantes.

Não há detalhes sobre o limite dessa intromissão, mas a patente explicita que a finalidade da coleta de imagens é "gerar recomendações" para os consumidores.
O sistema ainda não está funcionando e aguarda testes e regulação. Como o uso dos drones ainda não foi liberado pelo governo, a possibilidade de colher dados pessoais sobre as casas ainda pode ser barrada.

Além disso, o fato de a Amazon ter registrado a patente não garante que a empresa não abandone a ideia por conta própria.

Em junho, a Amazon patenteou uma "colmeia" para seus drones, um centro de distribuição parecido com um lar de abelhas, de onde os pequenos veículos sairiam voando. O primeiro teste de entrega com drones foi feito em dezembro de 2016, na Inglaterra. O limite de peso previsto é de 2,25 kg por pacote.

A Amazon Prime Air também é uma companhia aérea de transporte de carga, inaugurada em 2016. A empresa tem uma frota de 25 Boeing, que deve aumentar no futuro. Nesta quinta-feira (27), o dono da Amazon, Jeff Bezos, ultrapassou Bill Gates e se tornou o homem mais rico do mundo.

Veja também

TNT e SoulCode Academy oferecem cursos gratuitos de programação
Tecnologia e Games

TNT e SoulCode Academy oferecem cursos gratuitos de programação

Presidente da Caixa diz que banco terá foco total na venda de fatias de subsidiárias
Economia

Presidente da Caixa diz que banco terá foco total na venda de fatias de subsidiárias