FRAUDE

Americanas: CPI quer ouvir ex-diretores acusados de fraude na primeira semana de julho

Deputados também protocolaram requerimentos para convocar presidentes do Itaú e Santander

Fachada das Lojas AmericanasFachada das Lojas Americanas - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A CPI da Americanas planeja ouvir os ex-diretores da empresa acusados de ter cometidos fraude, como Miguel Gutierrez e Timotheo Barros, na primeira semana de julho, segundo o presidente da comissão, Gustinho Ribeiro (Republicanos-SE).

Na próxima terça-feira (20), os deputados da comissão votarão uma série de requerimentos para convocações e pedidos de documentos. Entre os pedidos, estão os depoimentos dos presidentes dos bancos Itaú, Santander, protocolados na última quarta-feira.

Também na terça-feira, devem comparecer à CPI representantes da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Banco Central (BC).

Na semana seguinte, do dia 27, os deputados estarão em suas bases para a comemoração do São João no Nordeste. Por isso, os trabalhos devem ser retomados apenas no início de julho.

Entre outros requerimentos de deputados que devem ser votados na semana que vem, estão os pedidos de quebra de sigilo dos ex-executivos da Americanas, bem como de seus acionistas de referência Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira.

A CPI também quer ouvir investigadores que já estão apurando as supostas fraudes na Polícia Federal, no Ministério Público.

Veja também

STF tem maioria para rever pontos da Reforma da Previdência: veja o que pode mudar para servidores
SERVIDOR PÚBLICO

STF tem maioria para rever pontos da Reforma da Previdência: veja o que pode mudar para servidores

Conheça o bilionário americano que sonha em comprar o TikTok para salvar a internet das "Big Techs"
NEGÓCIOS

Conheça o bilionário americano que sonha em comprar o TikTok para salvar a internet das "Big Techs"

Newsletter