Economia

ANS aprova liberar R$ 14,6 bi de reserva técnica para operadoras

Atualmente, as operadoras podem encerrar os contratos após dois meses sem pagamento

Planos de SaúdePlanos de Saúde - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A diretoria da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) aprovou nessa quarta-feira (8) uma proposta para liberar cerca de R$ 14,6 bilhões de uma reserva técnica das operadoras para serem usados no pagamento a prestadores de serviços durante o enfrentamento ao novo coronavírus.

A liberação contudo depende da assinatura de um termo de compromisso que deve prever a concessão de maior prazo para rescisão de segurados inadimplentes. Atualmente, as operadoras podem encerrar os contratos após dois meses sem pagamento.

Leia também:
Crise do coronavírus faz planos de saúde cancelarem autorizações para exames e cirurgias
Beneficiário de plano de saúde pode fazer consulta por telemedicina
Governo vai facilitar liberação de R$ 10 bi para planos de saúde


As condicionantes para a liberação desta reserva, contudo, ainda não foram aprovadas pela diretoria da ANS. A proposta foi enviada ao setor jurídico da agência e será analisado pelo colegiado quando a avaliação legal for finalizada.

Essa reserva técnica é abastecida com recursos das próprias operadoras para garantir o pagamento de serviços em caso de problemas financeiras das empresas. A medida visa dar capital de giro às operadoras, garantir o atendimento dos segurados e o pagamento dos prestadores de serviço (hospitais e laboratórios). A ANS já havia liberado anteriormente recursos semelhantes que somam R$ 2,7 bilhões.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Presidente do BC afirma que não quer ser reconduzido ao cargo em 2024
BRASIL

Presidente do BC afirma que não quer ser reconduzido ao cargo em 2024

Ativação do 5G: saiba como ter acesso gratuito à antena parabólica digital no Recife
TELECOM

Ativação do 5G: saiba como ter acesso gratuito à antena parabólica digital no Recife