Apesar da crise, setor de eventos cresce 14%

Para driblar a retração econômica, empresas apostam em feiras para se aproximar dos consumidores e gerar novos negócios

O Grande Recife vai receber duas feiras de casamentos durante este fim de semana O Grande Recife vai receber duas feiras de casamentos durante este fim de semana  - Foto: Lara Valença/Divulgação

Em um cenário de crise econômica, o mercado de eventos é um dos poucos que vem apresentando resultados positivos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o segmento movimenta cerca de R$ 50 bilhões por ano em todo o Brasil, com crescimento anual de até 14%, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas e Eventos (Abeoc). 

Atualmente, diante da retração econômica, empresas apostam nas feiras setoriais para chegar aos consumidores e empresários, e assim, gerar novos contatos. Os eventos se tornaram alternativas para abertura de novos mercados. 

Esta semana, por exemplo, o Grande Recife vai receber eventos do ramo de casamentos e artesanato. A Expo Debutantes e Noivas é uma delas e vai acontecer de amanhã a domingo no Shopping Guararapes, recebendo cerca de 10 mil pessoas. A feira contará com mais de 100 empresas de decoração, produção de bolos, bufês, cerimoniais, bandas, vestidos, maquiagem, entre outros produtos e serviços. Com expediente das 9h às 22h, a feira tem entrada gratuita. 

Leia também:

Expectativa do mercado para Selic cai para 5% ao ano no fim de 2019
Pernambuco ganha rede de supermercados

De acordo com o diretor da Casa de Produção, responsável pela Expo, Ricardo Coller, o evento é uma oportunidade para que as pessoas concretizem negócios com melhores preços. “O expositor consegue oferecer promoções, preços com até 50% de desconto. É bom para os dois lados, tanto para o cliente que quer uma festa, quanto para o expositor. A feira reúne todo o mercado em um só lugar”, afirmou Coller. 

Outro evento que vai apresentar produtos e serviços para o mercado de casamentos é a Feira de Noivas Até Que Enfim, de 16 a 18 de agosto, no Shopping Recife, com 70 marcas e cerca de R$ 900 mil em negócios, recebendo 6 mil pessoas. A feira contará com empresas de decoração, assessoria, cerimonial, convites, filmagens, estruturas, musicais, entre outros. Os ingressos para o evento custam R$ 10 ou R$ 5 e dois pacotes de leite em pó. 

Segundo a produtora do evento, Juliana Martins, para a feira ter sucesso, é preciso que as empresas estejam bem conectadas. “Sempre fortalecemos a questão do networking entre as empresas. Acredito que a parceria entre os fornecedores é importante, pois o resultado é baseado no sucesso conjunto das empresas”, contou. 

No próximo domingo das 9h às 18h no Jardim do Baobá, nas Graças, a Associação Cultural Pernambuco em Movimento realiza o Circuito das Praças, um evento que reúne pequenos empreendedores e artesões para expor trabalhos e gerar renda. 

A organizadora do Circuito, Alcione Ramos explica que o intuito é gerar oportunidade aos empreendedores. “Ela surgiu da necessidade que tivemos de reduzir custo e a feira de artesanato passou a ser meio de vida. Usamos o espaço público, mas não cobramos um valor absurdo de quem está expondo, a gente procura trazer a oportunidade de mostrar o produto”, apontou Alcione. 

 

 

Veja também

Senado aprova com alterações Marco Legal das startups
Economia

Senado aprova com alterações Marco Legal das startups

'Entregamos nossas promessas', diz presidente demitido da Petrobras ao anunciar lucro de R$ 7,1 bi
Estatal

'Entregamos nossas promessas', diz presidente demitido da Petrobras ao anunciar lucro de R$ 7,1 bi