Diesel

Apesar de aumento da Petrobras, defasagem do diesel ainda é de 11%, diz associação

No caso da gasolina a defasagem chega a 19% (ou R$ 0,93)

DieselDiesel - Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Apesar do aumento anunciado pela Petrobras na manhã desta segunda-feira, a defasagem do diesel ainda está em 11% (cerca de R$ 0,61) por litro, de acordo com cálculo da Abicom, a associação que reúne as importadoras do setor de combustíveis.

No caso da gasolina, que não passa por reajuste desde meados de março, a defasagem chega a 19% (ou R$ 0,93). Segundo a Abicom, os percentuais são médias dos postos de abastecimentos pesquisados.

Segundo Sérgio Araujo, presidente da Abicom, o aumento no preço do diesel anunciado pela estatal não será suficiente para repor as perdas com a defasagem.

- Os preços estavam defasados há 60 dias. Muitas empresas deixaram de importar. Por isso, pode haver falta de combustível pontual em postos de bandeira branca. Por outro lado, não acredtio em falta de combustível, pois Petrobras e as outras grandes distribuidoras vêm aumentando as importações - disse Araujo.

Veja também

Auxílio Reconstrução: governo suspeita de 300 mil fraudes em pedidos
BENEFÍCIO

Auxílio Reconstrução: governo suspeita de 300 mil fraudes em pedidos

Inscrição para concurso da Justiça Eleitoral termina na próxima quinta
CERTAME

Inscrição para concurso da Justiça Eleitoral termina na próxima quinta

Newsletter