Após ligeira melhora, expectativa sobre o PIB volta a sofrer queda

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,71% para 3,65%, este ano

DinheiroDinheiro - Foto: Reprodução/Pixabay

O mercado financeiro voltou a reduzir a projeção para o crescimento da economia neste ano, uma semana depois de apontar ligeira expectativa de melhora. A estimativa de inflação para este ano também sofreu redução.

Segundo o boletim Focus, pesquisa divulgada todas as semanas pelo Banco Central, a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) foi ajustada de 0,83% para 0,80% em 2019. Na última semana, havia ido de 0,81% para 0,83%.

Segundo a pesquisa, a previsão para 2020 também caiu, ao passar de 2,20% para 2,10%. Já as estimativas para 2021 e 2022 seguiram em 2,50%. As informações são da Agência Brasil.

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,71% para 3,65%, este ano. Para 2020, a estimativa caiu de 3,90% para 3,85%. Não houve alteração nas estimativas para os anos seguintes -3,75%, em 2021, e 3,50%, em 2022.

Leia também:
Governo calcula alta do PIB no 2º trimestre e não vê risco de recessão técnica
Crédito com garantia de imóvel pode chegar a 20% do PIB em 20 anos

A meta de inflação, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,5% em 2022, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para alcançar a meta de inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6%. Para o mercado financeiro, ao final de 2019, estará em 5% ao ano. Para o final de 2020, a estimativa passou de 5,50% para 5,25% ao ano. No fim de 2021 e 2022, a previsão segue em 7% ao ano.

Já a previsão para a cotação do dólar ao fim deste ano subiu de R$ 3,78 para R$ 3,80 e, para 2020, permanece em R$ 3,81.

Veja também

Stellantis firma parceria para instalação de pontos de recarga para veículos elétricos
Veículos

Stellantis firma parceria para instalação de pontos de recarga para veículos elétricos

STF define alcance da exclusão do ICMS no cálculo do PIS/Cofins
Economia

STF define alcance da exclusão do ICMS no cálculo do PIS/Cofins