App Store da Apple é ameaçada por ação antimonopólio

Usuários dizem ser obrigados a usar a App Store, lançada pela Apple em 2008, um ano depois do lançamento de seu smartphone

FunaseFunase - Foto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

A gigante de informática Apple deverá responder à Justiça americana, após ter sido acusada de infringir as regras de livre-concorrência, ao monopolizar as vendas dos aplicativos para iPhone.

Uma corte de apelações californiana se opôs à decisão de um tribunal de primeira instância, que havia sentenciado a falta de mérito.

A corte "reverteu a rejeição de uma ação antimonopólio que afirmava que a Apple monopolizou e tentou monopolizar o mercado de aplicativos para iPhone", ao estabelecer que só poderiam ser comprados através de sua "loja de aplicativos", a App Store, indica o texto judicial consultado pela AFP.

O recurso, apresentado inicialmente no final de 2011, pedia centenas de milhões de dólares em indenizações argumentando que a falta de concorrência faria o preço dos aplicativos subir.

Entraram com a ação pessoas que haviam comprado iPhones e aplicativos para o aparelho desde 2007, data de lançamento do primeiro modelo da marca.

Eles dizem ser obrigados a usar a App Store, lançada pela Apple em 2008, um ano depois do lançamento de seu smartphone, e o único lugar onde a marca autoriza a venda e download de aplicativos.

O grupo receberia uma comissão de 30% sobre cada uma das compras realizadas, segundo o documento consultado.

Contatado pela AFP, a Apple não quis comentar o caso.

A decisão da corte de cassação pode expor o grupo americano ao risco de pagar uma quantia significativa e, inclusive, confrontá-lo com a abertura do mercado de aplicativos para seus dispositivos, o que pode colocar em xeque seu modelo de negócios.

Veja também

Bolsa fecha acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro
Economia

Bolsa fecha acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro

Dólar fecha abaixo de R$ 5,70 com alívio no exterior
Economia

Dólar fecha abaixo de R$ 5,70 com alívio no exterior