Apple, interrogada por agências dos EUA por tornar iPhones mais lentos

Críticos acusaram a Apple de convencer os usuários de iPhone de passar a modelos mais novos por acreditar que seus telefones precisavam ser substituídos

iPhone XiPhone X - Foto: Reprodução/Internet

Apple confirmou nesta quarta-feira (31) que está respondendo a perguntas de agências americanas sobre seu decisão tornar os iPhones mais antigos mais lentos à medida em que suas baterias se debilitavam. "Recebemos perguntas de algumas agências governamentais e estamos respondendo", contestou a Apple por e-mail à AFP.

A resposta chegou como comentário a um relatório Bloomberg sobre sobre a investigação pelo Departamento de Justiça americana e a Comissão da Bolsa e Valores (SEC) se a Apple violou a lei ao revelar uma atualização de software que fez que os modelos mais antigos do iPhone funcionassem mais devagar.

Os críticos acusaram a Apple de convencer os usuários de iPhone de passar a modelos mais novos por acreditar que seus telefones precisavam ser substituídos, e não somente as baterias.

Leia também:
Após polêmica sobre lentidão, Apple dá desconto de R$ 300 em troca de bateria
Apple divulga os preços oficiais do novo iPhone X


A companhia enfrenta processos nos Estados Unidos e na Rússia por este assunto. "Nunca dizemos e nunca faríamos nada para encurtar intencionalmente a vida útil de nenhum produto da Apple ou piorar a experiência do usuário para promover as atualizações por parte dos clientes", assegurou o gigante tecnológico da Califórnia.

O Departamento de Justiça não quis comentar e a SEC não respondeu as perguntas da AFP.

A Apple admitiu no final do ano passado que intencionalmente tornava mais lentos os modelos mais antigos de sus iPhones. A companhia argumentou que era para estender o rendimento do telefone, que usa menos energia quando se executa a velocidades mais lentas, e para evitar bloqueios inesperados devido à pouca bateria.

O grupo planeja lançar uma atualização de software este ano que permitirá aos usuários apagar a função de tornar o iPhone mais lento. Também alertará sobre quando é necessário substituir as baterias.

No final de dezembro, a companhia emitiu um pedido desculpa por tornar mais lentos os modelos mais antigos e disse que devolveria o dinheiro das baterias de substituição para alguns telefones.

Uma investigação francesa sobre possível "obsolescência programada" ou "fraude" por parte da Apple está sendo levada adiante por especialistas em defesa do consumidor.

Veja também

Justiça decreta falência da Avianca Brasil
aviação

Justiça decreta falência da Avianca Brasil

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses
BOLSA DE VALORES

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses