Imóveis

Área central do Recife vira aposta para novos empreendimentos do mercado imobiliário

Área central da capital pernambucana vem sendo redescoberta pelo mercado e pela população como opção para moradia.

Vista aérea do RecifeVista aérea do Recife - Foto: Bruno Lima

O mercado imobiliário vem redescobrindo a área central do Recife. O bairro do Derby e o entorno na Boa Vista, nas proximidades da Rua Dom Bosco, é um dos que vêm recebendo mais empreendimentos de moradias que unem a praticidade com boas ofertas de serviços e as vantagens geográficas do local.

O bairro é o ponto de partida para as zonas Norte, Sul e Oeste, além de ter ampla oferta de transporte público e estar no epicentro de mercados, hospitais, universidades e o tradicional comércio da capital pernambucana. O reconhecimento desses atributos vem sendo sentidos pelo mercado.

Pesquisa do Índice Fipe ZAP divulgada em março deste ano mostrou uma valorização do preço médio de venda de imóveis residenciais no bairro do Derby de 20,5%. Comparando com os últimos 12 meses, a capital pernambucana teve uma valorização de 7,12% no comportamento de preço médio de venda de imóveis residenciais.

O preço médio do metro quadrado na cidade é de R$ 7.806 em março/2024, variando de acordo com os bairros. O Índice Fipe ZAP de Venda Residencial monitora a variação do preço médio de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras, sendo 16 capitais, com base em anúncios veiculados na internet. Analisando a variação de preço entre janeiro de 2022 e janeiro de 2023. Os bairros com maior variação aparecem Derby (40,6%), Boa Vista (38%).

Os empreendimentos da incorporadora MaxPlural ilustram bem esse movimento do mercado imobiliário recifense. A empresa foi uma das primeiras a lançar um residencial na área. O Max Derby Boulevard será entregue em junho próximo, com 100% de suas unidades vendidas em apenas 70 dias.

A valorização da área central do Recife também se aplica ao imóvel. Lançado há 4 anos, o valor para compras na planta, custava a partir de R$ 159 mil (aproximadamente R$ 6.500/m. Recentemente, uma unidade foi revendida por R$ 270 mil (aproximadamente R$ 11.000/m2), representando uma valorização de cerca de 70% de valorização em quatro anos, ou seja, mais de 14% ao ano.

O mesmo caminho tem sido trilhado pelo segundo empreendimento lançado no mesmo quarteirão, o Max Derby Central, com 50% das unidades vendidas, e financiamento assegurado pela Caixa Econômica Federal.

“O nosso maior desafio é desenvolver produtos acessíveis aos nossos clientes, que sonham com a aquisição do primeiro apartamento. E dentro desta missão, buscamos oferecer diferenciais, que vão desde a localização e proximidade de serviços até um cálculo minucioso que simule uma parcela de financiamento factível para nosso cliente e se torna atrativo para nossos investidores que vão obter uma excelente retorno com a locação e alta procura por esse imóvel”, explica Bárbara Wigand - Superintendente Comercial da MaxPlural.

 

Veja também

Concurso TSE Unificado tem 395 vagas e salários de até R$ 13,9 mil
Concursos e Empregos

Concurso TSE Unificado tem 395 vagas e salários de até R$ 13,9 mil

Projeto que regulamenta trabalho de motoristas de aplicativo deve ser votado em junho, diz Marinho
MOTORISTAS DE APP

Projeto que regulamenta trabalho de motoristas de aplicativo deve ser votado em junho, diz Marinho

Newsletter