Economia

Atividade econômica cresce 0,35% em fevereiro

É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado nesta terça-feira (14) pelo Banco Central (BC)

Produção industrialProdução industrial - Foto: Amanda Oliveira/GovBA

A atividade econômica registrou crescimento em fevereiro, mês que não sofreu efeitos das medidas de isolamento social, necessárias para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado nesta terça-feira (14) pelo Banco Central (BC).

Em fevereiro, o índice apresentou alta de 0,35%, na comparação com janeiro, segundo dados dessazonalizados (ajustados para o período). Já na comparação com fevereiro de 2019, a expansão ficou em 0,60%.

Leia também:
Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano
Mercado financeiro projeta queda de 0,48% na economia este ano
Caixa reduz juros e anuncia R$ 33 bi em estímulos para economia


Em 12 meses terminados em fevereiro de 2020, houve expansão de 0,66%. No primeiro bimestre comparado ao mesmo período de 2019, houve crescimento de 0,33%. O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. O indicador foi criado pelo BC para fazer um acompanhamento mensal da atividade econômica. Mas o indicador oficial, com metodologia diferente do IBC-Br, é o Produto Interno Bruto (PIB - a soma de todas as riquezas produzidas pelo país), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado trimestralmente.

Veja também

ANP aprova prorrogação contratual de produção de campos petrolíferos
Petróleo

ANP aprova prorrogação contratual de produção de petrolíferos

Fila para perícia no INSS já passa de 1,09 milhão; médicos voltam ao trabalho na segunda (23)
Perícia médica

Fila para perícia no INSS já passa de 1,09 milhão; médicos voltam ao trabalho na segunda (23)