Atividade econômica cresce 0,41% em julho

Foi o segundo mês seguido de crescimento no Índice de Atividade Econômica do Banco Central

Indústria Indústria  - Foto: Gilson Abreu/FIEP/ANPr

A atividade econômica registrou o segundo mês seguido de crescimento. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) cresceu 0,41%, em julho, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (14).

Em junho, o crescimento ficou em 0,55%, depois da retração de 0,28% em maio, de acordo com os dados revisados. Na comparação com julho de 2016, o crescimento chegou a 2,65% (sem ajuste para o período).

Leia também:
Intenção de Investimentos da Indústria cai no terceiro trimestre
Indústria da cachaça busca reconhecimento
Banco Central lança campanha para tirar moedas de cofres e gavetas


Em 12 meses encerrados em julho, o indicador tem retração de 1,44%. No ano, até julho, houve crescimento de 0,14%.

IBC-Br
O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos. O indicador foi criado pelo BC para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. Mas o indicador oficial é o Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja também

Covid e desigualdade em alta devem emperrar reformas e favorecer extremistas
Coronavírus

Covid e desigualdade em alta devem emperrar reformas e favorecer extremistas

Fundo estrangeiro rebate Mourão, vê diálogo ‘vazio’ e cobra política ambiental
Negócios

Fundo estrangeiro rebate Mourão, vê diálogo ‘vazio’ e cobra política ambiental