Auxílio emergencial: Caixa garante atender a todos dentro do horário

Todas as agências estão funcionando das 8h às 14h

Caixa Econômica FederalCaixa Econômica Federal - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Caixa divulgou nesta terça-feira (5) nota para esclarecer que todas as pessoas que chegarem às agências durante o horário de funcionamento, das 8h às 14h, serão atendidas. Não é preciso madrugar nas filas, evitando, assim, períodos excessivos de espera e aglomerações.

Segundo o banco, todos os que chegam até as 14h, horário de fechamento das agências, são informados de que o atendimento será realizado na mesma data.

Além disso, a Caixa diz que intensificou o atendimento às pessoas que estão nas filas, de forma a dar celeridade com prestação de informações e geração de códigos (tokens) para a realização de saques, conforme o calendário de pagamento e a necessidade de se manter o distanciamento.

Leia também:
Câmara volta a apreciar auxílio emergencial para estados e municípios
Auxílio pode ser pago em mais de 50 bancos

Desde a segunda-feira (4), todas as agências da Caixa funcionam com horário estendido, das 8h às 14h. E, no próximo sábado (9), mais de 2 mil agências em todo país vão abrir para atendimento do auxílio emergencial.

Adicionalmente, acrescenta a Caixa, cerca de 3 mil funcionários foram direcionados para o atendimento nas agências mais críticas. Além disso, estão sendo contratados mais 4.800 vigilantes (desse total, 2 mil já estão alocados) e 889 recepcionistas para reforçar a orientação e o atendimento ao público.

Cinco caminhões-agência também vão ser colocados à disposição dos beneficiários do auxílio emergencial em locais com maior necessidade, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste.

O banco ainda está em contato direto com as prefeituras para fechar parcerias para organização e atendimento à população.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

70% dos acordos não repõem inflação, e salários encolhem
Economia

70% dos acordos não repõem inflação, e salários encolhem

Governo reduz mistura de biodiesel após preço do combustível disparar
Economia

Governo reduz mistura de biodiesel após preço do combustível disparar