Avianca Brasil muda comando em meio à recuperação judicial

A empresa afirma que continua operando normalmente, com seus pousos e decolagens mantidos dentro do cronograma previsto

A operação deve continuar no aeroporto até que a situação seja normalizada. A operação deve continuar no aeroporto até que a situação seja normalizada.  - Foto: Divulgação

Após pedir recuperação judicial em dezembro, a Avianca Brasil mudou o comando da empresa nesta segunda-feira. Em nota, a empresa informa que Frederico Pedreira, no posto de diretor geral desde abril de 2016, passará o cargo para o engenheiro Jorge Vianna.

Vianna tem mais de 35 anos de carreira em posições de alta liderança -12 deles, como executivo no setor de aviação. Um dos fundadores da OceanAir Linhas Aéreas, Vianna foi vice-presidente da empresa de 2001 a 2009. Também passou pela Vice-Presidência da Passaredo, onde ficou até 2014.

Leia também: 
Funcionários da Avianca aprovam PDV e plano de licença não remunerada
Na contramão de rivais, Avianca tenta crescer durante a crise


A Avianca Brasil afirma que continua operando normalmente, com seus pousos e decolagens mantidos dentro do cronograma previsto. Sob o comando de Jorge Vianna, a empresa segue focada em seu plano de recuperação judicial para garantir a continuidade de suas operações e a sustentabilidade do seu negócio, diz a nota. Pedreira, que deixa o comando da empresa, dará suporte à companhia durante período de transição

Veja também

Secretários de Fazenda apelam ao Congresso pela prorrogação do auxílio emergencial
Benefício

Secretários de Fazenda apelam ao Congresso pela prorrogação do auxílio emergencial

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão
Restrições

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão