BC regulamenta empréstimo para bancos com letra financeira por crise do coronavírus

As instituições poderão enviar a documentação a partir da próxima segunda-feira (13), e os empréstimos começarão a ser concedidos em 20 de abril

Banco CentralBanco Central - Foto: Agência Brasil/Antonio Cruz

O Banco Central regulamentou, nesta segunda-feira (6), o empréstimo a instituições financeiras garantido por letras financeiras. A medida, que tem impacto previsto de R$ 650 bilhões, faz parte do pacote de R$ 1,2 trilhão lançado pela autoridade monetária para tentar amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia.

Leia também:
Banco Central lança consulta pública sobre pagamento instantâneo
Coronavírus deve levar o Brasil à pior década econômica da história

As instituições poderão enviar a documentação a partir da próxima segunda-feira (13), e os empréstimos começarão a ser concedidos em 20 de abril, com prazo de dois dias úteis para liberação. De acordo com norma, a operação terá um custo de 0,60% ao ano e o empréstimo será concedido por meio de liberações mensais de recursos. A primeira será de até 50% do patrimônio do banco e pode chegar a 100% até o fim do ano.

A medida representa metade da liberação de recursos para as instituições financeiras. Essas letras são emitidas a partir da securitização de empréstimos que estão nas carteiras dessas instituições. Na prática, é como se o banco estivesse recebendo o dinheiro emprestado antecipadamente, o que permite a ele emprestar novamente. A autoridade monetária revisou o impacto da iniciativa de R$ 670 bilhões para R$ 650 bilhões.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Microsoft lança Windows 11, com gráficos melhores e suporte para apps do Android
Tecnologia

Microsoft lança Windows 11, com gráficos melhores e suporte para apps do Android

Governo entregará reforma do Imposto de Renda nesta sexta-feira
IR

Governo entregará reforma do Imposto de Renda nesta sexta-feira