Benefício: idoso precisa se recadastrar

O prazo para o recadastramento, prorrogado ano passado, vence no dia 31 de dezembro deste ano

Previdência SocialPrevidência Social - Foto: Flávio Japa/Arquivo Folha

Falta pouco mais de dois meses para que as pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e ainda não efetuaram a renovação do Cadastro Único dos Programas Sociais (CadÚnico) possam procurar os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou a Secretaria de Assistência Social dos municípios onde residem para se recadastrar. Segundo o Ministério de Desenvolvimento Social, em Pernambuco, 103.624 beneficiários, entre idosos e pessoas com deficiência, ainda não realizaram a atualização dos dados e por isso correm o risco de, a partir de janeiro do próximo ano, perder o benefício, no valor de um salário mínimo.

Em dezembro do ano passado, devido ao elevado número de brasileiros que recebiam o benefício e não tinham efetuado o recadastramento, o MDS ampliou o prazo por um ano. E esse prazo vence no dia 31 de dezembro deste ano. No entanto, às vésperas de encerrar essa prorrogação, a renovação ainda não foi efetuada por 33% dos 311.878 beneficiários do BPC em Pernambuco.

“Compreendemos que muitos do que recebem o BPC não têm condições de se deslocar para os locais de atendimento. Porém, se deixarem novamente para os últimos dias, o problema que ocorreu no ano passado vai se repetir, quando idosos e pessoas com deficiências enfrentaram filas gigantes sem necessidade”, comenta a coordenadora do CadÚnico da Prefeitura do Recife, Anália Adriano.

De acordo com ela, além da Central de Atendimento do Cadastro Único para Programas Sociais, localizada no bairro de Santo Antônio, o idoso ou o seu responsável também pode se dirigir até o dia 31 de dezembro a qualquer um dos 12 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) da cidade. “Não é necessário que venha o próprio idoso realizar esse cadastro. Vemos muitos que não têm condições nem de ficar em pé enfrentando fila. Basta que qualquer morador da casa, maior de 16 anos, compareça com os documentos obrigatórios, como identidade e CPF, de todos os moradores da residência onde a pessoa idosa reside”, comenta a coordenadora.

Leia também:
Michel Temer não deve votar reforma da Previdência
Benefício para aposentados com regra 85/95 traz ganho de até R$ 278 mil 

Para evitar filas desnecessárias, Anália ressalta que esse cadastro é exclusivo para os que recebem o BPC, não para aposentados. “Essa confusão sempre termina atrapalhando muito o andamento dos cadastros. Distribuímos as fichas muitas vezes para aposentados que não precisam do atendimento. Lembro que se a pessoa não recebe 13° salário, ela tem o BPC. Se recebe, é aposentada, logo, não necessita realizar esse tipo de cadastro”, esclarece.

Apesar de a data limite estar longe, a coordenadora de vigilância socioassistencial do Governo Estadual, Shirley Sâmico, reforça a importância do cadastro. “Sabemos que em muitos casos, o BPC é a única fonte de renda de uma casa. Por isso, pedimos que procurem os centros de atendimento de seus respectivos municípios o quanto antes para não deixarem de receber esse benefício social”, ressalta.

Veja também

Pernambuco ganha lei que concede anistia de IPVA vencidos em 2020 para motos
QUITAÇÃO DE DÍVIDAS

Pernambuco ganha lei que concede anistia de IPVA vencidos em 2020 para motos

Login sem senha? Microsoft quer que usuários apostem em outras formas de segurança
SEGURANÇA

Login sem senha? Microsoft quer que usuários apostem em outras formas de segurança