Biodiesel reduz repasse às bombas de desconto no diesel, dizem postos

Para conter a paralisação dos caminhoneiros, o governo anunciou corte de R$ 0,46 por litro com redução das alíquotas de impostos e com descontos oferecidos pela Petrobras, que depois serão ressarcidos pelo Tesouro Nacional

Posto de gasolinaPosto de gasolina - Foto: Gustavo Gloria/Folha de Pernambuco

Os revendedores de combustíveis dizem que o repasse às bombas do corte no preço do diesel não chegará a R$ 0,46, como quer o governo, porque a mistura vendida nos postos tem 10% de biodiesel. O repasse máximo será de R$ 0,41 por litro, segundo a Fecombustíveis, entidade que reúne os donos de postos.

Para conter a paralisação dos caminhoneiros, o governo anunciou corte de R$ 0,46 por litro com redução das alíquotas de impostos e com descontos oferecidos pela Petrobras, que depois serão ressarcidos pelo Tesouro Nacional. Em reunião com os ministérios de Minas e Energia e da Fazenda, porém, representantes das distribuidoras e dos postos negaram a possibilidade de baixar o valor prometido no preço, já que as subvenções são relacionadas apenas ao valor do diesel de petróleo.

"A redução anunciada pelo governo federal não leva em consideração a adição de 10% ao óleo diesel B, que é comercializado nas bombas de combustíveis. Com isso, na prática, o impacto dessa redução para distribuição e revenda é de R$ 0,41 por litro", diz a Fecombustíveis. Além disso, diz a entidade, em alguns estados o valor de referência para a cobrança de ICMS não foi reduzido ou chegou a ser aumentado, o que deve diluir também parte do corte prometido pelo governo.

Leia também
Portaria cria rede para fiscalizar descontos sobre o diesel nos postos
Governo diz que política de preços da Petrobras não será afetada
Política de preços da Petrobras divide especialistas
Petrobras reduz preço do diesel em 7 centavos nas refinarias


Nos estados em que o valor de referência, chamado PMPF (Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final), como São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, é possível que o repasse chegue aos R$ 0,46 por litro prometidos pelo governo. "Em nosso entendimento, fica claro que, para que a redução efetiva dos R$ 0,46 por litro, anunciado pelo governo federal, chegue às bombas, dependemos também que os governos estaduais se sensibilizem com o atual cenário em que se encontra o país e reduzam seus preços", diz a entidade.

Em nota divulgada na noite desta sexta, a BR Distribuidora diz que já iniciou o repasse integral das desonerações concedidas pelo governo ao preço do diesel e cita São Paulo como estado onde o valor chega a R$ 0,46 por litro.

Veja também

Evento debate 'paperless', tecnologia sem papel para empresas
EVENTO

Evento debate 'paperless', tecnologia sem papel para empresas

Ação da Eletrobras chega a saltar 10% com aprovação de privatização no Senado
Mercado Financeiro

Ação da Eletrobras chega a saltar 10% com aprovação de privatização no Senado